sábado, 31 de dezembro de 2016

FELIZ 2017

Que no próximo ano permaneçam os bons momentos de amizade, alegria e saúde para todos os nossos amigos do CLUBINHO.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

"O valioso tempo dos maduros"

“Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado do que futuro. Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas que, apesar da idade cronológica, são imaturas. Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral. As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa. Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, quero caminhar perto de coisas e pessoas de verdade. O essencial faz a vida valer a pena. E para mim, basta o essencial!" Mário de Andrade

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Jantar de encerramento de atividades de 2016.

CLUBINHO - Jantar de encerramento das atividades de 2016 - Bela Vista Country Club - Gaspar

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Aniversario do Henry

Está de aniversário hoje o amigo Henry Rul. Participante na fundação do CLUBINHO. Receba um abração de seus amigos.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Aniversário do DANIEL

Parabéns pelo seu aniversário DANIEL. Um forte e grande abraço de seus amigos do CLUBINHO

domingo, 11 de dezembro de 2016

“FOINHA” X FUNDOS

Anos 70...mês de Janeiro, fui designado para substituir ao radiotelegrafista (código morse), por 30 dias, nas férias daquele radio-operador. A estação de rádio situava-se em Porto União- SC. Sede do 5º Batalhão de Engenharia de Combate. Unidade militar que instala equipamentos de transposição de obstáculos em tempos de guerra, como construção de pontes para transposição de cursos d’água (rios, etc). Muito tem ajudado em Santa Catarina e outros Estados, durante calamidades meteorológicas, como fez para nossa cidade de Blumenau SC, há alguns anos. Lá, ouvi a seguinte estória ou História. Incentivava-se ao novo recruta, soldado, a cultura da utilização de cheques bancários. O pagamento mensal, seria depositado numa conta pessoal de cada soldado e no posto bancário, instalado no quartel, o soldado poderia então usar com parcimônia, sua conta bancária, usando a emissão controlada de cheques, aprendendo o comportamento de trabalhar com bancos. O Capitão comandante de uma das Companhias (grupo de 50 a 100 homens), do Batalhão, tomou conhecimento de que alguns soldados, estavam emitindo cheques “SEM FUNDOS”. Resolveu então, na leitura do Boletim diário, que é feito no pátio de cada Companhia, por volta das 16:00 horas, aproveitar e passar uma reprimenda exemplar, para corrigir o problema da “emissão de “CHEQUES SEM FUNDOS”. Reunida a tropa no pátio, o Capitão usando da palavra, alertou a todos, de que alguns Soldados ficariam detidos no fim-de-semana, no quartel, por estarem usando de “mau comportamento”, com a emissão de CHEQUES SEM FUNDOS . Após ler a lista dos infratores, foi surpreendido por um dos soldados infratores que solicitou a palavra para argumentar. Era o Soldado conhecido por “TIÃO”, (Sebastião), origem humilde, filhos de colonos da região, pouco letrado. TIÃO, sacou de seu bolso, seu talão de cheques, exibindo indignado seu talão de cheques e bradou: “CAPITÃO ! EU NÃO FAÇO ISSO ...OLHE AQUI...MEU TALÃO AINDA TEM 4 “FOINHAS” (FOLHINHAS). “FUNDOS” para o Soldado Tião era o número de folhas de cheque que existiam no talão. Alguém não explicara o correto proceder , para o Tião! Quem ficou detido aquele fim de semana, foi o Sargento que passara a instrução de utilizar cheques ! Coisas de Caserna ! Adilson Tadeu Machado

Simão e homenagem a Força Chape.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Parabéns Adilson.

Parabéns ao amigo Adilson Tadeu Machado pelo seu aniversário. Um abração de todos os seus amigos do CLUBINHO.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

CLUBINHO em Balneário Camboriú

CLUBINHO reunião e jantar em Balneário Camboriú - Renato BOLA Goessel.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Casa à recuperar em Blumenau.

José Geraldo Reis Pfau no face book
· Com alguma vontade politica a nossa comunidade desmontaria, peça por peça, restauraria com qualidade e colocaria esta verdadeira maravilha em outro local privilegiado na cidade.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Em 29 de novembro de 2016 Balneário Camboriú

Mário Sérgio

Os amigos do CLUBINHO lamentam o acidente aéreo com a equipe da Chapecoense, dirigentes, jornalista e convidados. Entre as vitimas o ex jogador e jornalista (FOX) Mário Sérgio que esteve em Blumenau e participou do CLUBINHO numa das nossas terças feiras quando naquela ocasião jogamos futebol antes da reunião jantar. (fonte - Adilson Tadeu Machado) http://veja.abril.com.br/esporte/ex-jogador-mario-sergio-e-jornalistas-da-fox-estavam-no-voo/

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Apenas uma moto

''Porque você gasta tanto dinheiro em uma moto? De vez em quando as pessoas me perguntam e me dizem: “é apenas uma moto”, ou “isso é muito dinheiro para apenas uma moto”. Eles não entendem a distância feita, o tempo gasto, ou os custos feitos para “apenas uma moto”. Alguns dos meus melhores momentos foram trazidos por “apenas uma moto”. Muitas horas se passaram e a minha única companhia era “apenas uma moto”, mas não me senti desprezado. Aqueles que pensam que é “apenas uma moto” provavelmente também usam frases como: “apenas um amigo”, “apenas uma pessoa”, ou “apenas mais um dia”. “Apenas uma moto” trás a minha vida o verdadeiro sentimento da amizade, confiança e alegria. “Só uma moto”. Por causa de “apenas uma moto”, eu levanto cedo, vou trabalhar e olho com mais amor para o futuro, as lembranças do passado é a pura alegria do presente. “Apenas uma moto”, traz o que há de bom em mim e dissolve maus pensamentos longe e as preocupações do dia. Espero que um dia os outros tenham a oportunidade de entender que não é “apenas uma moto”. Então da próxima vez que você ouvir a frase “apenas uma moto”, sorria, você é quem tem e compreende a felicidade de ter uma moto.''

Ata de 22 de Novembro de 2016

Ata do CLUBINHO do dia 22 de Novembro de 2016 da reunião e jantar realizado em Gaspar no Bela Vista Country Clube pelo Wilson Ribeiro de nº 17. No cardápio o melhor do experiente lageano com churrasco e saladas. Comemora-se 250 anos de Lages. É a data do assassinato de John Fitzgerald Kennedy - o Wilson lembra do momento que ouviu no rádio do carro – um Aero Willys anos 60 em viagem com o pai dele. O Zé Pfau lembra que estava no campo de futebol da Hermácia na Rua Getúlio Vargas quando chegou alguém informando do fato. Morreu o Presidente dos Estado Unidos assassinado. Falamos do Moto Clube no Capim Volta e o ídolo Alcides Ferreira Campeão Brasileiro de motociclismo. E a matéria no Blumenau em Cadernos edição set/out pagina 77. Num vinho depois do café da tarde e com as batatas no fogo falamos de uma festa de reencontro que reuniu ex-funcionários e alguns hoje empresários de sucesso que fizeram escola na empresa Schirman. Vai se repetir semestralmente. Ainda na família aquele navegador e o sucesso do filme e o outro empreendedor que prejudicado na saúde ainda está empreendendo com investimentos na energia eólica. O Emílio fez viagem para o Uruguai de moto junto com os dois irmãos – Renato e Beto e junto foi o Taíco. Bacana três irmãos. CLUBINHO também é estratégias de mercado e a informação é que a Cachaça Pirassununga é a primeira mais vendida, seguida da 51 – que são do mesmo fabricante desde 1951 e a Velho Barreiro é a oitava. Aquela Steinhaeger Doble W do norte catarinense agora tem vodka. No Globo Reporter, conta o Kiko (Asdubral) mostrou um espumante feito com água do Rio São Francisco. Carvão Mineral x Carvão vegetal. No primeiro a nossa qualidade não agrada e no segundo o resultado em churrasco agrada. Com isso estão à venda as usinas termo elétricas. Vai vender fácil pois vai se descobrir o que queimar. Daí chegamos na weg de Jaraguá que “arranca o zóio”. Quem vende pra eles não tem a tal de fidelidade. O genro do Bao fornece filminho pra Latan - que são exibidos nas costas das poltronas no voo. No carro do Kiko em Irati- a correia dentada rompeu e entortou as doze bielas. (Formula um V12 ?). R$ 5,00 para andar de bondindinho é caro. Aposentado digratis só com documento. Um milhão de dólares é o que ganha por capitulo cada artista da série Game of Thrones. CLUBINHO é também cinefilia. Mas a grande preferencia ainda é cenas daquelas moças que aparecem no celular e que o papai noel deveria dar roupa para elas. Sal e/ou açúcar o que é mais perigoso. Para livrar o bafômetro, a estratégia é dar cachaça para a criança e fazer o teste argumentando com o guarda que o aparelho não funciona. Com alguma calmaria no setor político, ganhou bastante força na pauta de assuntos do futebol. Acalorados debates e alternativas classificatórias foram exercitadas. Na verdade no Brasil tem no máximo dois ou três times que são analisados profundamente. Inovou o Joel ao dizer que a caída do Inter está que nem uma unha de aracuã. Somos fortes em fauna. Como o mascote do Inter é o Saci, fica confortável dizer que o inter está com um pé na seria B. Dia 13 de dezembro o Daniel está organizando o encerramento do ano. Vamos para umas desnecessárias férias. Na praia de São Miguel perto do Beto Carrero tem o restaurante Serafim. Bela pegada. O Claudio contava estórias do laçar ovelhas de teco teco, quando um amigo contrapôs com um cavalo em Rio do Sul de três pernas. 1.269 curvas foi a estrada que o Joel com amigos percorreu de moto até Capão Bonito na serra da macaca. Fez mais de mil km e foi comer docinhos num casamento oportuno. Aplausos para o Pedro que está com os pés na área de empreendimentos imobiliários. Vendendo a casa de herança. Para quem não sabe cozinhar é complicado até achar o abridor de ovos na cozinha. Que a melhor costela da cidade ainda é na segunda feira a do Olímpico (o time deles). O bar do clube bela vista não abre as terças. O Bola recomenda a Riosulense no estreito. O Kiko recomenda camarões perto da Igreja em São Miguel. Economicamente examinamos o fechamento de agencias do Banco do Brasil. Há que defenda o direito adquirido. A irmã aquela - que levava serenata com barracão de zinco na janela é polemica. Pecedobê ou mesmo Pesól é mesmo de esquerda. Desagradáveis conflitos de opiniões transformam o nosso herói num verdadeiro lutador de esgrima com sua arma (florete) lutando com tudo e contra todos. Fica a máxima de que alemão não é teimoso, teimoso é que teima com o alemão. No nosso caso alemão bock. Complementos da fala do andreazza depois que morreu. Depois que morreu, falou? Contamos algumas batidas com perda total pois arranhões são desinteressantes. E o Cabral que guardava a grana em empresas de transporte de valores. A empresa pegou fogo. Falamos de subornos pequenos e gigantes. Que o nosso trem, com trilhos, pontes e vagões, conta o Zé Pfau, era o único equipamento da Alemanha no Brasil, porque o seu Oêpque foi consul germanico, representante do fabricante e cliente comprador. Falamos de jantares pagos na mesa de restaurante até malas cheisa de dinheiro. Ou seja a lava jato já poderia ter existido, há muito tempo atrás. Sem mais de fomos encerrando mais uma atividade do CLUBINHO em 37 aninhos.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

terça-feira, 15 de novembro de 2016

“ARMANDINHO E RENATO... “O Cavalo enguiçou....”

...feriado de 15 de Novembro...chuvoso...não pude ver à Super Lua ...estava aqui vendo postagens no Facebook e constatei a presença do Armando Gazolli “Armandinho”, primo querido da infância pelos pagos de São Joaquim...na Fazenda Santa Rita, hoje vivendo aposentado, no Espírito Santo...lá para as bandas de Linhares ! Entabulamos um “papo” e nos fomos para as aventuras de memórias ! Comecei dizendo a ele, que estava tomando cafezinho em xícara pequena...mastigando biscoitos e engordando, pois a chuva não nos deixou sair para caminhar . Lembrei então que outro dia, havia ganho um pacote de biscoito “sequilho”, cuja consistência é dura...cobertura de algo branco e que normalmente comemos, mergulhando no café para umedecer. Vô Boanerges (também conhecido por Tio Nejo ou Tio Borji) sentava-se à tarde, na mesa da cozinha, fumava um palheiro, e com o dedo indicador fazia uma caixa de fósforos “Pinheiro”, rodar no ar, batendo sobre um palito que ele, ajustava na caixa, de perfil, de tal maneira que ao bater no palito saliente, por efeito de alavanca, a caixa girava no ar...era um desafio de “mata-tempo”, para ver se a caixa cairia de pé e assim indefinidamente, repetia o gesto, enquanto ruminava “novos negócios”, para tocar a vida na “invernada de cima da Fazenda Santa Rita” ! Fazendo isso, gostava de prosear...e contou-nos um “causo” de que numa das andanças à cavalo, passando pela Fazenda dos Alemães da Água Buena...a Comadre que não lembro nome...ofereceu um cafezinho ao Tio Nejo...que apeou do cavalo...sentindo o cheiro gostoso do café da tarde. Foi lhe então ofertado um pires com sequilhos, biscoito famoso pela rigidez e que exigia um bom esforço para quebrar com a mão...e mergulhar no café. Os mais velhos...idosos da época...naquelas fazendas remotas...a maioria já não tinha a arcada dentária superior...era o caso de nosso avô. Então para comer o danado do biscoito...tinha que ser umedecido no café. São feitos redondos tipo rosca...guarda-se em uma cesta de palha, pendura em prego no alto da parede...onde as “crianças” não alcançam” nem subindo nos bancos ou cadeiras ! “duravam semanas”...o frio da região, ajudava endurecer e preservar. Tio Nejo, tentou quebrar com as mãos, mesmo com grande sforço...não conseguiu...resolveu então tentar quebrar batendo com força no banco de madeira, também não teve sucesso...então discretamente os colocou no bolso, para mais tarde usar martelo e quebrar...e não ofender a comadre. Ria muito quando contava o causo. Pois se a xícara não fosse pequeninha...e sim a xícara média...poderia mergulhar o biscoito e matar a vontade ! Armandinho e Renato, filhos de Tia “Cota” e Tio Armando, viviam em São Paulo, capital ...e nas férias escolares de Dezembro, chegavam de São Paulo e nós todos nos reuníamos na Santa Rita, casa de Vó Angelina e Vô Boanerges...era uma festa só ! “Derrubávamos a “véia” com nuca no fogão”...assim se expressava Vó Angelina. Vó Angelina, usava um turbante, sempre enrolado nos cabelos. Comidas deliciosas. Quando sentíamos o cheiro de café sendo torrado..sabíamos que ganharíamos as balas de açúcar grosso queimado ! Á noite, tradicionalmente o jantar era sôpa...canja de galinha e ovo cozido na sôpa...muita disputa, para com a concha “pescar um “ovinho”...pedaços de clara...Armandinho era especialista em pescar “ovinhos” ! Após a sôpa era tradicional “comer leite com colher em prato fundo”, com angu ! Festa maior quando Vó Angelina, anunciava que “hoje tem coalhada”, o iogurte caseiro, preservado em guampas penduradas nas paredes, condicionamento especial, que sorvíamos com várias colheradas de “açúcar grosso” (mascavo) ! Todas as tardes, adorávamos, “prender as vacas”, ir ao campo, à cavalo, encilhados ou “em pelo” , bancávamos os vaqueiros, os bezerros eram retidos no galpão e na manhã seguinte, de madrugada havia a “tirada do leite”. No potreiro atrás da casa, os “animais”, cavalos para a lida, eram mantidos por 2 semanas, para a lida diária. Soltavam-se e então eram substituídos, para que, os que ficavam no campo da fazenda, não se acostumassem à liberdade e ficassem “bardosos”, cheios de mania e revoltados, não respeitando aos comandos do cavaleiros, no manejo das rédeas ! Armandinho e Renato, chegando de São Paulo, foram logo encilhar o “bragado”, um alazão vermelho e branco, como o cavalo “Escoteiro” do zorro. Era um cavalo tinhoso...não apreciava ser manejado por crianças e cheio de “bardas” . Armandinho, “o mais velho”, montou primeiro para dar umas voltas, enquanto, Renato (Bilí), impaciente e irritado com a primogenitura do Armando...”sempre ele primeiro”, permaneceu sentado na varanda da casa, ao lado tia Cota e Vô Boanerges e todos nós, apreciando os “meninos da cidade grande”, cavalgarem. A volta com Bragado, era ir até o “rodeio”, na frente da “lavoura do pinheirão” e voltar...e deixar o Renato montar a sua vez. Armandinho, abusando da paciência do Renato, resolve volver o Bragado e dar mais uma volta...Renato saiu correndo atrás, agarrou o rabo do cavalo e puxava para impedir ! Foi uma gritaria geral, pois o bragado poderia escoicear para trás e seria um desastre ! Pois o Bragado, empacou...não andava. Armandinho batia com os estribos , imitando o gesto de esporas...o cavalo definitivamente, revoltado , não andava ! Armandinho, gritou: “Vó ! Vó ...o Bragado enguiçou” ! Foi gargalhada geral, rapidamente Neto e Nenê, meus Irmãos mais velhos, correram para apear o Armandinho e segurar o Bragado e puxá-lo com segurança até â casa, e o Rentato “bili”, felizmente poder dar sua volta ! Coisas das Saudades ! Adilson Tadeu Machado.

domingo, 13 de novembro de 2016

Mensagens recebidas

Tivemos ( 11 novembro/ 8:00 horas) no face book - 225 visualizações de fotos com 15 curtidas nas publicações na fanpage no CLUBINHO com assuntos dos 37 aninhos. Recebemos mensagens de - Celso Garcia (Blumenau no WhatsApp ) Boa tarde, ZECA, " eso um monstru e daso um banhu ". Parabéns à todos.Valter (Recife no WhatsApp) - Legal. Verei as fotos. Parabéns a todos!Luiz Henrique Pfau (Blumenau WhatsApp) - Já já ele tá quarentao!!Ana Beatriz (Blumenau WhatsApp) Parabéns. Luiz bernardes (Blumenau WhatsApp) Bonito parabéns abracosPaulo Pfau (Balneário Camboriú - WhatsApp) Parabéns.Rue Freitas (Blumenau - WhatsApp) Parabéns. Rogerio Tribess - Blumenau e-mail) - Parabéns a todos os participantes.Marcelino Campos - Blumenau - e-mail- Parabéns.Luciano Bernardino - Gaspar - e-mail) Parabéns. Zilda Heusi - Cabeçudas -e-mail - Parabéns! Viva a amizade! Rubens Heusi (Blumenau e-mail) Parabéns e muita saúde a todos para as futuras comilanças...Henry Louis Jofeph Rul -Curitiba - e-mail - Parabéns a todos os amigos. Saudade!!!Claudio Simão (blumenau - e-mail - Pfau , parabéns pela logo dos 37 anos não faço mais parte pela ironia do destino , mas guardo com muito carinho momentos maravilhosos que passei no Clubinho. Abraço Renato Hoeschl - Blumenau e-mail - Saudadesssss... Nido. James Locatelli - Blumenau e-mail - Parabens ZE....O Clubinho e EXEMPLAR e perfeito em todos os sentidos.ADMIRAVEL especialmente... Paulo Bornhofen (Blumenau e-mail) - Parabéns. Abraços e muito sucesso Antunes Severo - Florianópolis - e-mail - Parabéns pelos 37 anos do Clubinho e que venham mais outros tantos! Alexandre Gevaerd - Blumenau - e-mail - Parabéns pela amizade de vocês.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Amigos

Milan Kundera, escritor tcheco, escreveu em seu último livro, "A Identidade", que a amizade é indispensável para o bom funcionamento da memória e para a integridade do próprio eu. Chama os amigos de testemunhas do passado e diz que eles são nosso espelho, que através deles podemos nos olhar. Vai além: diz que toda amizade é uma aliança contra a adversidade, aliança sem a qual o ser humano ficaria desarmado contra seus inimigos. Verdade verdadeira. Amigos recentes custam a perceber essa aliança, não valorizam ainda o que está sendo construído. São amizades não testadas pelo tempo, não se sabe se enfrentarão com solidez as tempestades ou se serão varridos numa chuva de verão. Veremos. Um amigo não racha apenas a gasolina: racha lembranças, crises de choro, experiências. Racha a culpa, racha segredos. Um amigo não empresta apenas a prancha. Empresta o verbo, empresta o ombro, empresta o tempo, empresta o calor e a jaqueta. Um amigo não recomenda apenas um disco. Recomenda cautela, recomenda um emprego, recomenda um país. Um amigo não dá carona apenas pra festa. Te leva pro mundo dele, e topa conhecer o teu. Um amigo não passa apenas cola. Passa contigo um aperto, passa junto o réveillon. Um amigo não caminha apenas no shopping. Anda em silêncio na dor, entra contigo em campo, sai do fracasso ao teu lado. Um amigo não segura a barra, apenas. Segura a mão, a ausência, segura uma confissão, segura o tranco, o palavrão, segura o elevador. Duas dúzias de amigos assim ninguém tem. Se tiver um, amém. Martha Medeiros

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Ata de 08 de Novembro 2016 - 37 aninhos.

Ata do CLUBINHO de 08 de novembro de 2016 em Blumenau no restaurante Moinho do Vale num jantar de comemoração dos 37 aninhos de criação oficial da turma. O texto publicado no blog agradou a maioria. Recebemos a visita do Mauro Mesquita e a Rose, ele que se recupera de tratamento de saúde. A escolha dos pratos foi no cardápio e na abertura tivemos hackepeter no melhor estilo. Na politica o CLUBINHO está com seus pensamentos voltados a preocupação global com a campanha do Hilary e Trump. A votação lá é bem mais complicada, o formulário tem até 19 itens para preencher e se aproveita para votar até na escolha de xerife. Nós os subdesenvolvidos nos admiramos da capacidade deles. Aliás na mesa ao lado uma dezena de executivos conversando em inglês sem legendas tentaram se reunir para jantar mas o volume das conversas do CLUBINHO fizeram eles mudar de mesa. Oficialmente o Joel fez o convite para conhecermos o Blumenau Vintage Clube – local de eventos e exposição de carros antigos da Itoupava Central ( ex-Cia Jensen). Do terraço do restaurante se vê o Restaurante Frohsinn que está fogo para terminar. Com cadeiras de praia, um casal aguardava romanticamente o por do sol para ver a corrida de submarinos. Dois malucos com tambores ensaiavam o bom ritmo do Bob Marley na Prainha. Elogiado o evento do final de semana no Rio Itajaí Açú. Como de hábito circula na abertura das nossas reuniões um martelinho para brindar os amigos que se anteciparam. Há quem faça a relação completa, repetindo, para ficar bicando no copo. Um livro de receitas da região do nosso vale é a obra lançada pelo casal Artur (tuto) Elinger. A Lua cheia do dia 14 de novembro de 2016 será especial. Além de cheia, a Lua deste dia será uma Super Lua. Na praia que não tem barrancos vai aparecer primeiro. Com a mão no celular é a mais nova infração não só no volante do carro como também medida que a assessoria jurídica do CLUBINHO estuda para determinar uma infração. Se falou das criatividades de casas noturnas, como uma cesta na mesa para colocar os aparelhos, o porta copos que exige o apoio do celular e a de quem o celular tocar pagará a conta. Motel Pharras é o recomendado para levar a patroa. São suítes temáticas e portanto econômicas. Voce leva ela, para Las Vegas. Ninguém riu. Alguns chutes e caneladas no futebol. Fora o Herbert, no demais não esta confortável conversar sobre a bola no CLUBINHO. A Loto fácil com dois milhões saiu para Blumenau. Na tradicional e foto oficial o objetivo era enfiar as pás do Moinho no cenário. A próxima terça é feriado e a seguinte será no BVCC com o Wilson. Sem mais, vamo que vamo.

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

37 Aninhos

Amigos de verdade. Todos nos admiram. Que bacana ! Mas existe na nossa germânica região algo parecido que são os grupos de stammtisch. Só que o deles é diferente, pois é sem compromisso e todos os dias. Uma espécie de happy hour. O nosso CLUBINHO é melhor, é religiosamente as terças feiras, inicia as 19h30min e acontece, com qualquer tempo, uma reunião jantar. Desde sempre registramos numa espécie de ata e hoje com imagens - assim assim - feitas dos celulares. Temos ativo o grupo e publicamos de tudo nos diversos meios de comunicação. Os nossos assuntos são os mais variados, de tal abrangência, que para entender o tema só estando presente. É muito interessante. Hoje, 37 anos depois, estamos em dezesseis amigos e já fomos mais de 39 amigos. Uns se foram e outros foram-se. A aposentadoria fez adaptar uma série de maneiras de convivência. Praticamente parte ainda está em atividade e a outra foi morar na praia. Realizaram o belo sonho de quem se aposenta. Assim é um vai e vem, mais vem do que vai. A saúde no CLUBINHO complicou pra uns, pra outros foi a vida, pra alguns as atividades profissionais, mas tem permanecido os nossos sonhos e o nosso desejo de ter e ver amigos. Quem cozinhava meio que esqueceu a receita e que passava longe do fogão está botando a mão na massa. O que sobrevive no CLUBINHO e está cada dia mais forte é o bom humor. Não escapa nada e nem ninguém. Tudo é muito avaliado. Todos são julgados. Na 3ª é o momento em que somos atualizados, a hora que ficamos sabendo das mais diversas versões do mesmo fato. Entendemos que estamos meio que rabugentos, até chatos, às vezes esquecidos, meio teimosos e também resmungões. Já não enxergamos tão bem, não ouvimos bem e com tudo isso constatamos que estamos falando alto. Muito alto. Os desavisados avaliam a nossa reunião é como uma verdadeira briga. Assim acreditamos que o CLUBINHO nos seus 37 aninhos, está com a mesma vontade de convidar novos amigos e receber os amigos dos amigos, como visitantes, que venham para tornar mais interessantes ainda os assuntos pautados nas terças feiras. Se todos nos admiram é porque é verdade. José Geraldo Reis Pfau

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

CONVITE

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Quem vive perto do mar é mais feliz

Estudo revela que quem vive perto do mar é mais feliz Caroliny Nogueira 18/08/2016
Segundo a pesquisa publicada pelo jornal Health & Place, viver próximo da costa faz bem para você, mesmo estando inserido em um ambiente urbano. Os autores do estudo se focaram na cidade de Wellington, na Nova Zelândia, para entender como a água afeta os níveis de humor e estresse nas cidades. Para chegar a uma conclusão, os pesquisadores combinaram informações topográficas da cidade, que informam lugares de onde é possível ver o mar, com um estudo realizado nos anos de 2011 e 2012 que incluía perguntas sobre saúde e estilo de vida dos moradores. No resultado, aqueles que podiam ver o mar com mais frequência apresentavam um índice mais baixo de estresse – independente do sexo, faixa etária, nível social ou criminalidade da vizinhança. O mesmo não se comprovou para aqueles que estavam mais perto de espaços verdes, como parques, por exemplo. Foto: Arquivo Bíblia do Pescador - http://revistapesca.com.br/estudo-revela-que-quem-vive-perto-do-mar-e-mais-feliz/

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Ata de 1º de Novembro de 2016.

Ata do CLUBINHO do dia 01º de Novembro de 2016 da reunião e jantar realizado em Brusque pelo José Antônio Mano Walendowsky. O evento aconteceu no Restaurante Villa Zitri. Que explicado pelo proprietário que Zitri é uma palavra hebraica que significa proteção do Senhor. De convidado o engº Beto, mano do Mano. No cardápio ótimos petiscos na abertura predominando aipim frito e iscas de peixe. Cinco opções muito boas e elogiadas de pratos quentes. Antecipando o feriado de finados que explicado pelo Nei ser resultado de algum enfrentamento dos protestantes a iniciativas dos católicos. A reação foi morta com a criação desta data em especial. Ainda do fim do mundo a polemica de que as cinzas tem que ficar em lugar sagrado. De preferencia perto do escritório que emite o boleto mensal. Antigamente tinha a cruzada que identificava os cristões frequentadores. Tinha tb a congregação mariana. O Adilson, que foi tb coroinha, conta um fato do ritual da missa que ele auxiliava e que ele trocou os movimentos tradicionais e ouviu de um padre velho e alemon em plena missa “que bûro esse menino”. Era no dia do aniversário do Adilson em 1956. Na política o CLUBINHO lamentavelmente ainda perde seus minutos preciosos de convivência entre amigos, dando atenção a assuntos relacionados a um bando de nomes e fatos que estiveram e que continuam fazendo lambança no Brasil. Existem milhões de outros assuntos que podem deixar mais agradáveis estes momentos. Pronto. Falei. Quem pisoulati no altar com uma rainha foi o deputado aquele escondidinho no Acre. A ressaca destruiu bastante a praia de Gravatal. A retirada da areia em Balneário Camboriú foi autorizada. Havia a denuncia de que os mais de mil caminhões da areia da praia iriam para um terreno particular e não de volta pro mar. Hoje todos os moradores de balneário dizem que seus prédios são frente para o mar. Há quem anuncie que o lançamento do edifício é em local privilegiado pois você pisa na areia saindo do prédio. Nas consultas e conversas do nosso médico tem a de uma perita que diz que 75% da senha de celulares se consegue abrir. Fez uma demonstração e que com sorte, conseguiu. O prefeito Fabricio de Oliveira eleito em Balneário Camboriú já era famoso, como “papagaio de pirata”, nas patéticas cenas do “sim, pela minha mãe” e “não, pela minha família” dito pelos deputados na votação da validação do impeachment da presidenta aquela. Na mesa ao lado pai e mãe vieram jantar com o filho aborrecente que namora com uma indiazinha. Na cena seguinte a moça deu uma dobrada de pernas que valeu duas garrafas de champanhe. Seis horas da manhã malhando na academia é a opção de amigos nossos para não ficar sedentário. Corridinhas e maratonas é outra opção. Mas essa é mais forte. Mesmo com o anuncio de que os 64 milhões saíram para apenas um ganhador de Varginha – na terra do ET – a mega continua sendo coisa do outro mundo. O que interessa é que o jantar comemorativo dos 37 anos do CLUBINHO acontece dia 8 de Novembro numa terça feira no Restaurante Moinho do Vale em Blumenau. Sendo assim, encerrando se fomos todos.

sábado, 29 de outubro de 2016

“ZÉ DAS MORTES...1967”

O ano era 1967...mês de Agosto...Pantanal do Mato Grosso...noite “escura como breu”, um vento quente entrava pela tela da janela, proteção dos mosquitos, reunidos em volta de um lampião à querosene, Sargento Darwin (42 anos de idade), Comandante do Destacamento de Bela Vista do Norte, (Município de Cáceres MT) ,( beira do rio Paraguai) obeso, banguela na arcada superior...discorria sobre caçadas de onças...e outros “causos mais”...em volta da mesa ainda presentes, os personagens que escutavam, os blefes de valentia de Sargento Darwin, estavam: Sargento Gasparotto( 20 anos de idade, de Campo Grande MS), Sargento Adilson (18 anos de idade, de Lages SC) e Soldado Lourides (30 anos de idade). Este último, soldado pantaneiro profissional, vivendo naquele “mundéo” perdido de Deus...há 12 anos. Nossa casa de barro (estuque), coberta com folhas de acorí, palmeira típica do pantanal. Chão de cimento...o único conforto eram as telas nas janelas...vocês já ouviram falar do que é um “inchame” e mosquitos no Pantanal ? Não queiram saber...mas o assunto é outro... Ao lado do lampião, uma garrafa de vermute.. cada gole, .alimentava os traços de valentia do Sargento Darwin e a platéia ouvia...duvidava um pouco...mas os arroubos continuavam. Aquele banguela quando falava, perdia um pouco de saliva, o que incomodava como “baba” e vez por outra cuspia no chão, fumava palheiro,“ajuda espantar os mosquitos”. Certas tantas...o papo descambou para causos de “assombrações e almas penadas”...e “causos acontecidos”, “aqui na área do acampamento do Exército...”...abrem-se os olhos e ouvidos...platéia atenta ! Sargento Darwin, discorre sobre um famoso “matador – homem violento de brigas e com alguma dezena de “mortes matadas” nas brigas dos vaqueiros da região. Pois o tinhoso do “matador” ... o famoso “Zé das Mortes” “tava” sepultado...ali no cemitério do Destacamento, há uns 200 metros de nossa casa, isso desde 1937 ano de sua morte...sua tumba era conhecida...o “cara” era meio herói-bandido da área, com tantos folclores... A platéia, foi sentindo um arrepio...assombração aqui perto ? Nós havíamos chegado em Março e até então...sabíamos de estórias do Zé das Mortes...mas estas estórias de “assombração” era coisa nova ! A platéia duvidou das estórias do Sargento Darwin, que propôs então : “Ahammm...”vocêis” não acreditam...pois tá certo...proponho um de “vocêis” ...ir agora lá na tumba do Zé das Mortes...e arrancar a cruz de madeira e trazer aqui” “eu pago 10 Cruzeiros pelo feito e mais 2 garrafas de vermute” (comprava-se no bolicho (pequeno armazém) da Fazenda Bela Vista) . Babando muito...berrou: “quem se habilita ? - Vocêis num são “Hômi ?” . Tá danado...pensei comigo...este cara comigo não blefa. Respondi: - Sargento Darwin – pois o Senhor que é um Comandante Valente...vá até lá e me traga a tal da cruz ! Eu dobro a aposta e lhe pagarei ! Sargento Darwin...levantou-se, olhos injetados de vermute...e saiu esbaforido porta -à – fora. Nós três , Eu, Sargento Gasparoto e Soldado Lourides...ficamos rindo...e comentando...” não vai lá não....ele tá indo para casa dele dormir..,”Darwin morava com a família na casa do Comandante, única casa coberta de telhas, ao lado da nossa ! Pois bem...decorrido uns 20 ou 30 minutos, a porta da nossa cozinha, foi violentamente aberta com um chute...um barulho danado...Soldado Lourides, que estava com a cadeira apoiada na parede só em dois pés, estatelou-se no chão...aumentado o barulho. Ficamos de pé...olhos assustados...e na porta o Sargento Darwin, brandia com as mãos a “tal da cruz do Zé das Mortes”...foi aquele “cagaço” ! “Calma ...Calma... a platéia gritava” . _ “Sargento Darwin - esta cruz, não é a do Zé das Mortes ...deve ser outra, que o Senhor tem no almoxarifado do Destacamento, e está querendo nos enrolar “ ! Ele com aqueles olhos vermelhos, arregalado, injetados de vermute...respondeu-me: Sargento “Adirço”, pois eu jurei e prometi que do dinheiro que vou ganhar de sua aposta, 10 cruzeiros vou gastar com velas para a alma do Zé das Mortes e vou acender as velas amanhã. Mas jurei que, quem iria devolver esta cruz, agora à noite e já... ERA VOCÊ , lá na tumba do ZÉ ! “COMO É QUE É ?” ... pensei comigo, e respondi : “Amanhã de manhã eu devolvo esta cruz lá ...! Isso foi um “tedéu” ! Sargento Gasparotto e Soldado Lourides que dormiam em redes na nossa casa ...berraram : “NEGATIVO ...ESSA PÔRRA DESSA CRUZ TEM QUE VOLTAR HOJE...SENÃO O ZÉ DAS MORTES VEM BUSCAR ...” Meus amigos...não riam não...eu fiquei com medo...mas não poderia demonstrar...virei-me para o Soldado Lourides e disse ...você vai comigo!! É uma Ordem ! “Eu não sei onde é a tumba do Zé das Mortes e alguém tem que segurar a lanterna ! “ Lourides disse: “Tá certo...eu vou e seguro a lanterna, mas quero também uma garrafa de vermute !” Diacho, isso tá me saindo caro “ Pensei... Noite escura...saiu aquele cortejo fúnebre, porta à fora, Sargento Adilson,empunhando à Cruz e já mentalmente rezando um “pai nosso- Deus me acuda” calção de educação física, camiseta e sandália de dedo, mesmo uniforme do Soldado Lourides...no calor só usávamos isso à noite para dormir nas redes ! Um vento quente...soprando do pantanal...açoitava o capim colonial, a beira do caminho...é um capim alto...que dobra-se ao vento e produz barulho típico...coisa de assombração ! Como o capim é alto...há uns 60 metros da casa, em direção ao cemitério...andando nos “carreiros do gado”, não percebemos por trás das grandes moitas de capim, dois ou três muares (burros) da tropa que usávamos no quartel ! Pastavam por trás das moitas...mas o barulho do vento no capim...não permitia ouvir...o cortejo seguia ! Sargento Adilson e Cruz do Zé das Mortes à frente...atrás, com uma lanterna “My Day”, de três pilhas...Soldado Lourides , jogava o facho...para iluminação ! Quando passávamos pelos muares...um deles resolveu “espirrar”...”pôrra meu...vocês já escutaram espirro de burro em noite escura de Breu ? “ Foi o pior grito de “assombração” que já ouvi na minha vida ! Olhei para trás... a lanterna tinha sido jogado fora...e só via os cambitos (pernas do Lourides)...em disparada sumindo no meio carreiro...e logo o alcancei...também deixando a Cruz do Zé das Mortes e minhas sandálias havaianas para correr melhor ! Ave Maria ! Voltamos para casa...paramos no portão.. esbaforidos .e combinamos nada contar aos dois Sargentos...e no dia seguinte no amanhecer, fomos procurar a lanterna, a Cruz do Zé...e as havaianas...lógico que passamos a noite “rezando Pai Nosso e Deus me Acuda...pela “alma do Zé das Mortes para que ele não viesse de noite pedir a devolução da cruz...” e prometendo o dobro de velas para a alma penada ! Podem rir...mas pergunto...o que vocês fariam ? Meu abraço de pantaneiro “valente”...hehehe. Texto de Adilson Tadeu Machado

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Ata 25 de outubro de 2016 da reunião jantar em Blumenau - Adilson

O Zé e o Toni faltaram. Preocupados com o Zé. O Toni que se fortaleça e possa estar presente na próxima reunião". O Jantar de 37 anos será no Moinho do Vale. Nei, o Retorno, de anel novo, foi o assunto da noite. O Negão sugere colocá-lo na refrigeração para ficar mais apertado. Nei responde que por ser de titânio não contrai e não dilata. Disse que o seu ualib – leia-se de trás para frente – voltou a funcionar. Ninguém acreditou, e acrescentaram que deve estar mais para uma bernunça... prá lá e prá cá... só no balanço! Voltou a pedalar faz mais de quinze dias. Trocou o selim por um puff. Nei sumiu da mesa, dizem que foi dar uma regulada no aro. Convidado da noite: Jean Michel 4x4. Bode fedorento.O Evandro foi jantar com os amigos da seda russa. Dani, o cheiroso, diz que a igreja católica, por questões financeiras, proíbe a cremação dos seus fiéis. Devem todos ser enterrados. Os Clubistas querem ser cremados, mas não querem urna, pois as diaristas podem derrubá-la e todos acabam entrando pelo cano - do aspirador. Querem as cinzas na taça do Clubinho! Bao informa que tem uma gaveta para as calcinhas da namorada. Ele tem uma só para as dele. Disse que sua viagem ao Chile foi belíssima, porém, tudo muito caro. Long neck 25 paus, um roubo. O Cheiroso pediu marmita para levar gelo. O próximo jantar é do Mano. Se o Joel não for no jantar do Kiko, vai ser expulso. Nei trocou as bolas: Morros Uivantes por Campos Novos... Efeitos colaterais? O Adilson e o Jean 4x4 ficaram e nós se fomos. Ad-hoc, Joel Colaboração de Joel Toledo - R. Itapema - Vorstadt. Blumenau - SC. Em 25 de outubro de 2016.

Amigos.

Um jovem recém casado estava sentado num sofá, num dia quente e úmido, bebericando chá gelado, durante uma visita ao seu pai. Ao conversarem sobre a vida, o casamento, as responsabilidades da vida, as obrigações da pessoa adulta, o pai remexia pensativamente os cubos de gelo no seu copo e lançou um olhar claro e sóbrio para seu filho. - Nunca se esqueça de seus amigos! - aconselhou. Serão mais importantes à medida que você envelhecer. Independentemente do quanto você ame sua família, os filhos que porventura venham a ter, você sempre precisará de amigos.. Lembre-se de ocasionalmente ir a lugares com eles; faça coisas com eles; telefone para eles... Que estranho conselho! (Pensou o jovem). Acabo de ingressar no mundo dos casados. Sou adulto. Com certeza, minha esposa e a família que iniciaremos serão tudo de que necessito para dar sentido à minha vida! Contudo, ele obedeceu ao pai. Manteve contato com seus amigos e anualmente aumentava o número de amigos. À medida que os anos se passavam, ele foi compreendendo que seu pai sabia do que falava. À medida que o tempo e a natureza realizam suas mudanças e seus mistérios sobre um homem, amigos são baluartes de sua vida. Passados 50 anos, eis o que aprendi:O Tempo passa. A vida acontece.A distância separa..As crianças crescem.Os empregos vão e vêm. O amor fica mais frouxo.As pessoas não fazem o que deveriam fazer.O coração se rompe.Os pais morrem.Os colegas esquecem os favores. As carreiras terminam. Os filhos seguem a sua vida como você tão bem ensinou.MAS... os verdadeiros amigos estão lá, não importa quanto tempo e quantos quilômetros estão entre vocês. Um amigo nunca está mais distante do que o alcance de uma necessidade, torcendo por você, intervindo em seu favor e esperando você de braços abertos, e abençoando sua vida! E quando a velhice chega, não existe papo mais gostoso do que o dos velhos amigos... As histórias e recordações dos tempos vividos juntos, das viagens, das férias, das noitadas, das pescarias... Ah!!! tempo bom que não volta mais... Não volta, mas pode ser lembrado numa boa conversa debaixo da sombra de uma árvore, deitado na rede de uma varanda confortável ou à mesa de um restaurante, regada a um bom vinho, não com um desconhecido, mas com os velhos amigos. Quando iniciamos esta aventura chamada VIDA, não sabíamos das incríveis alegrias ou tristezas que estavam adiante, nem sabíamos o quanto precisaríamos uns dos outros. (enviado por Adilson Tadeu Machado)

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Sobrenomes

http://entre-duas-culturas.de/os-50-sobrenomes-mais-comuns-na-alemanha-die-haeufigsten-nachnamen-der-deutschen/ Pesquisadores da Academia de Ciências e Literatura da cidade de Mainz e da Universidade Técnica de Darmstadt criaram uma parceria para pesquisar acerca dos sobrenomes alemães. Muitos dos sobrenomes alemães remontam a títulos profissionais do Mittelhochdeutsch (alto-alemão médio, falado no país entre 1050-1500), a nomes de animais ou a características ou qualidades de uma pessoa. Ao todo foram catalogados cerca de 800.000 sobrenomes alemães e usou-se a lista telefônica da companhia Telekom do ano de 2005 como base da análise. Na época, 90% de todas as casas do país eram clientes da tal. Sob a gerência da pesquisadora Rita Heuser, a equipe publicou no dia 01/08/2016 uma lista com os 50 sobrenomes mais comuns na Alemanha. 1. Müller: moleiro; operário responsável pela moagem da farinha 2. Schmidt: da profissão “Schmied”; ferreiro, pessoa que cria objetos de ferro/metal 3. Schneider: costureiro 4. Fischer: pescador 5. Weber: tecelão 6. Meyer: da profissão medieval “Meier”; gerenciador de uma propriedade 7. Wagner: construtor de carruagens e rodas 8. Becker: da profissão “Bäcker”; padeiro 9. Schulz: da profissão “Schulze”; o homem mais importante de uma cidade ou um vilarejo (algo como um juiz) 10. Hoffmann: da profissão medieval „Hovemann“; gerenciador de uma propriedade 11. Schäfer: pastor (de ovelhas) 12. Richter: juiz 13. Koch: cozinheiro 14. Bauer: camponês/agricultor 15. Klein: (adj.) pequeno 16. Wolf: lobo 17. Schröder: provavelmente da profissão “Schneider”; costureiro 18. Neumann: homem recém-chegado a uma cidade 19. Schwarz: pessoa de pele negra; negro 20. Zimmermann: carpinteiro 21. Braun: pessoa com pele, cabelo e/ou olhos castanhos 22. Krüger: combinação das profissões “Gastwirt” (dono de restaurante) e Töpfer (oleiro) 23. Hofmann: oriundo de Hoffmann (nr. 10) 24. Hartmann: do nome Hartmann/Hartwig/Eberhard 25. Lange: uma pessoa alta 26. Schmitt: oriundo de „Schmidt“ (nr. 2) 27. Werner: do nome Wernher 28. Krause: do adj. “kraus”; pessoa de cabelos crespos 29. Schmitz: oriundo de “Schmidt” (nr. 2) 30. Meier: oriundo de Meyer (nr. 6) 31. Lehmann: da profissão medieval “Lehnsmann”; proprietário de um feudo 32. Schmid: oriundo de “Schmidt” (nr. 2) 33. Schulze: oriundo de “Schulz” (nr. 9) 34. Maier: oriundo de “Meyer” (nr. 6) 35. Köhler: pessoa que produz carvão 36. Herrmann: do nome Hermann 37. Walter: do nome Walter 38. König: rei; pessoa que trabalhava para um rei ou que prestava grande serviço 39. Mayer: oriundo de “Meyer” (nr. 6) 40. Kaiser: imperador 41. Huber: da profissão medieval “Huobener”/“Huober”; proprietário de um sítio 42. Fuchs: raposa: designação para uma pessoa esperta 43. Peters: Genitivo do nome “Peter” (… do Peter) 44. Scholz: oriundo de “Schulz” (nr. 9) 45. Lang: veja o nr. 25 46. Möller: oriundo de “Müller” (nr. 1) 47. Weiß: branco (adj.), pessoa de pele muito clara; do adj. “weise” (sábio); ou da palavra “Waise” (órfão/órfã) 48. Jung: jovem 49. Hahn: galo; denominação também para uma pessoa soberba 50. Schubert: da profissão “Schumacher”; sapateiro

domingo, 23 de outubro de 2016

Oktoberfest

Foi mais uma OKTOBERFEST - Parabéns Blumenau. (foto O Blumenauense)

Parabéns Claudio

O amigo Claudio do CLUBINHO no Encontro dos colegas da ATO 72 em Santa Maria.

Parabéns Mauro

PARABENS AO NOSSO PILOTO MAURO MESQUITA - que está temporiamente no ângar.                           - Hoje, homenageamos o pai da aviação, Alberto Santos Dumont, cujas inovações em técnicas de voo há 110 anos ajudaram a conectar pessoas por todo o mundo. (tá lá no face book)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Ata de 18 de outubro de 2016

Ata da reunião e jantar do CLUBINHO do dia 18 de outubro de 2016 realizada em Blumenau no Parque Vila Germânica. O Evandro Scussel organizou e que chegou no dia da Espanha e depois de uma aventura pela Rota da Seda com amigos. O último trajeto de Floripa à Blumenau foi um translado de helicóptero. Nossa atividade aconteceu numa noite de chuva. A diretoria do CLUBINHO providenciou os ingressos que foram disponibilizados na Casa do Comércio. A mesa nº 057 estava reservada no espaço no pavilhão dois pela organização da festa e de um destaque para vários grupos de stammtisches. Estiveram na nossa mesa o grande Koch e um irmão de alguém de chapéu que não lembram o nome. No cardápio pratos típicos do Restaurante do simpático Janga um serviço com excelente qualidade, fartura e sabor. Marreco, Eisbein, Hackepeter, Chopp muito chopp em plena Oktoberfest.. Poucas foram as conversas longas devido a concorrência desleal de bandas que apresentavam musicas em alemão e sem legenda. Muitos dos frequentadores, turistas e visitantes estavam tragicamente trajados. O cenário é muito bacana e destacam-se as gigantes locomotivas da cerveja eisenbahn. As histórias da rota da seda ouvimos poucas mas boas. Locais, estradas, gente e países diferentes. Bastante diferente. Antigamente diz o Evandro que viajando a saudade de casa era vencida com a escova de sapato na mala. De moto e longe de casa precisa de esmalte e acetona porque hoje se pinta com esmalte vermelho as unhas da mão que se senta em cima durante a viagem. O Asdubral conhece o cara que arruma fibra em piscinas. O Bao como uma velha surda da praça trouxe a sombrinha.

sábado, 15 de outubro de 2016

texto do Toni

andar conosco... exige criatividade....inteligencia...não é o andar por dar passos... não para aferir distancia...nunca comparar...não competimos...nos completamos...nos conversamos...nos amamos....fhotografamos...damos risada....nos criticamos...paramos pra rir...!!...não cobramos e nem julgamos....andar conosco não é prá qualquer um...não chegamos aqui a toa...foram muitos kilometros ...alguns pretendentes ficaram no caminho...é uma simbiose que cultivamos.......nós demos certo porque nos respeitamos...eu,o Zé José Geraldo Reis Pfau e o Adilson Tadeu Machado......o ponto em comum é o bom humor..

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Dia das Crianças.

Ata de 11 de outubro de 2016

Ata da Reunião e Jantar do CLUBINHO em Blumenau – realizado dia 11 de outubro de 2016 pelo Zé Pfau de nº 01 na Pizzaria Baggio na Rua 7 de setembro. No cardápio pizzas e lasanhas. Véspera de feriado dia da Padroeira do Brasil, estava anunciado pelo Zé um jantar na Oktoberfest. Não rolou, porque os ingressos grátis para grupos de Stammtisch são para terça feira. Só que dia 18. Para pessoas normais custa R$ 40,00, sendo que paga meia se vier com mais de 60 anos e/ou se vestindo tragicamente típico. O Evandro, recém chegado da Rota da Seda, anunciou de Madrid que vai estar aqui no dia 18 e quer oferecer o jantar. E assim será. O Kiko é agora o Asdubral - modificado com sete placas. Nova frente. Vinte nove pés era o tamanho do barco que pegou fogo na praia. Na caldeira só queimam óleo de frango, diz o Wilson. O vídeo do rebolado do dragsters foi comentado. Ir na festa acompanhado é muita bandeira. Diz para ela não pintar o cabelo nesta época. Caravan, Brasília e Bandeirante não são utilitários. São aviões que a cultura aeronáutica colocou na mesa do CLUBINHO. Até o Caravelli e o DC3. O Joel não tá no Chile tá. É pegadinha do face. O padeiro comandava reunião do caça e tiro com a bandeira do Adolfo nas costas. No vídeo o candidato a vereador com 33 votos - tocou a boca no trombone. Na caderneta tinha mais de 500 votos. A estatística de mulheres agredidas é alarmante. Os valentes matam elas, matam os filhos e se matam. Acaba com o relacionamento mesmo. Carros restaurados. O Zé do caixão da tia dos móveis. Original que nem ela. O padre aquele diz que a imagem é uma réplica original. A Kombi da praia diz que a ponte da ilhota economiza dez quilômetros. Nada mais sendo necessário registrar, se fomos todos.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

BELO TEXTO

Charles Plumb era piloto de caça dos EUA e serviu na guerra do Vietnã. Depois de muitas missões de combate, seu avião foi derrubado por um míssil. Plumb saltou de pára-quedas, foi capturado e passou seis anos numa prisão norte-vietnamita.Ao retornar aos Estados Unidos, passou a dar palestras relatando sua odisséia e o que aprendera na prisão.Certo dia, num restaurante, foi saudado por um homem: “Olá, você é Charles Plumb, era piloto no Vietnã e foi derrubado, não é mesmo?” “Sim, como sabe?”, perguntou Plumb. “Era eu quem dobrava o seu pára-quedas. Parece que funcionou bem, não é verdade?”Plumb quase se afogou de surpresa e com muita gratidão respondeu: “Claro que funcionou, caso contrário eu não estaria aqui hoje!!!"Ao ficar sozinho naquela noite, Plumb não conseguia dormir, pensando e perguntando-se: “Quantas vezes vi esse homem no porta-aviões e nunca lhe disse Bom Dia? Eu era um piloto arrogante e ele um simples marinheiro.” Pensou também nas horas que o marinheiro passou humildemente no barco enrolando os fios de seda de vários pára-quedas, tendo em suas mãos a vida de alguém que não conhecia.Agora, Plumb inicia suas palestras perguntando à sua platéia:Quem dobrou teu pára-quedas hoje?Todos temos alguém cujo trabalho é importante para que possamos seguir adiante. Precisamos de muitos pára-quedas durante o dia: um físico, um emocional, um mental e até um espiritual. Às vezes, nos desafios que a vida nos apresenta diariamente, perdemos de vista o que é verdadeiramente importante e as pessoas que nos salvam no momento oportuno sem que lhes tenhamos pedido.Deixamos de saudar, de agradecer, de felicitar alguém, ou ainda simplesmente de dizer algo amável. Hoje, esta semana, este ano, cada dia, procura dar-te conta de quem prepara teu pára-quedas, e Agradeça-lhe. Ainda que não tenhas nada de importante a dizer, envia esta mensagem a quem fez isto alguma vez. E manda-a também aos que não o fizeram. As pessoas ao teu redor notarão esse gesto, e te retribuirão preparando teu pára-quedas com esse mesmo afeto.Todos precisamos uns dos outros, por isso, mostra-lhes tua gratidão. Às vezes as coisas mais importantes da vida dependem apenas de ações simples. Só um telefonema um sorriso um agradecimento um “Gosto de Você” um parabéns…ou simplesmente "você é 10!"Somos todos irmãos....voar é preciso....amizade é nescessária...o amor...obrigatório! QUEM DOBROU O SEU PÁRA-QUEDAS HOJE?

OKTOBERFEST

Aniversário do Lucindo

Parabéns Lucindo Pereira Filho. Um grande abraço de todos os seus amigos do CLUBINHO.

CLUBINHO em Balneário Camboriú

Reunião e jantar do CLUBINHO em Balneário Camboriú - Bao.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Ata de 27 de setembro de 2016

Ata da reunião e jantar do CLUBINHO realizada dia 27 de setembro de 2016 em Gaspar no Clube Bela Vista pelo Joel Toledo de nº 39. Pilotando a churrasqueira o Joel Junior – seu filho – que serviu deliciosas carnes, galeto, filé duplo (digreja), linguiças mais saladas, farofa e maionese. Foi aplaudido. Azeitonas com caroço e ovo de codorna sem caroço. Cachaça da Eisenbah e vodka Kalvelage. Teve até Bartinike, no fechamento. Serviço de primeira. carro de formula um pendurado no teto do apartamento do Paloci foi sensacional. De quem é o fusca estacionado? Diz o supervisor com mobilidade elétrica. É daqui ? Então pode ficar é que o Clube não quer carros de operários no lugar de estacionar de associados e convidados. No pleito municipal de Blumenau há quem diga que teremos segundo turno. A pesquisa publicada desacredita o processo. O Eduardo Cabeça recebeu um telefonema sendo pesquisado. Ao perguntar o nível de escolaridade a pesquisadora ouviu curso superior completo e foi... tu tu tu tu. Caiu. O debate da Hillary e Tramp nem demos bola. O Adilson denuncia que tem três falando mal dos outros. O Toni anunciou que em Novembro, bêbado no volante custará três mil. O Bola recebeu em Balneário a visita do Henry, que em Curitiba está com um relacionamento sério com a Estelinha Silveira. Felicidade pro casal foi os votos de todos. No Mercado em São Paulo o Cabeça pediu uma cerveja brama zero e garçon debochou. Saiu rindo. A vodka de Botuverá é lá, por causa da água. A cachaça do Moendão custa 50/60 pilas o litro. –Preço de tinta para impressora. É velha mas vale – peido pesa ?. Então. Joel pai e Joel filho procuravam abridor de garrafas. Até que foi identificado fixado na parede da churrasqueira. Depois de mais de uma dúzia aberta com um colher pelo Daniel. Alô é da secretaria, qual a senha aqui. Srs. tem uma plaquinha no ambiente, pendurada na parede. Whisky com colarinho é o que tomava o Zeca. Azeite do Oliva tem que ter o escudo de Portugal. Pais de juízas nem se metem. O Vídeo da onça e o cateto no buraco é violento. Violência também foi a piada da onça e do tatu. Desleal a onça botou o dedo no tatu do tatu. O palhaço foi preso. Não foi o Paloci ? Os pastores tiveram seus passaportes recolhidos. Então foram avaliadas as cores das capas dos passaportes. CLUBINHO é viajado e internacional. Tem até um passaporte que te levam no colo. Malas foram descobertas vindo de Maimi. Um golpe de malas perdidas. O Paloci perdia malas. Carregava ? Enchia ? Ou ganhava. Eduardo (Cabeça) solicita que o assunto futebol não seja comentado. Rena. Rena é a tração do trenó. Rena é produto pro cabelo. Rena é tatuagem que sai. Rena é coisa de mulher teimosa. Seda é a rota do Evandro. Russia. Caminho do Cazaquistão. Explica pra ele que tem seda nas Pernambucanas. Era nove horas e toca o alarme do celular do Bao – hora do remedinho. O Pedro e o iraniano Reza estão envolvidos em obras. Bomba é depois. Lá em cima tem 40 virgens esperando. O Kiko com o azeite quebrou um copo. Não tinha samambaia. O Joel joga no chão a bandeja com frango. O buco explica como vai. Fumar no avião é só pra quem viu e até que fomos separados em fumantes e não fumantes dentro da aeronave. Concentrado o Pedro fala de milionários e que o espanhol da Zara é o campeão. E tem sogro que compra bronzeador por conta do genro. Então o filé custa 283 reais cada. Da hora do dizimo o Joel Júnior não escapou. Rapadura é doce mas não é mole. CLUBINHO também é dito popular. Fomos pra Milão. Era do Guarani e era o irmão mais velho. Milinha era outro e da soja. Milinha jogava playbolin com os braços para cima. Peixoto, Fedo e Milinha criaram a da soja e venderam para os peixinhos. O do confete era caixa dois. O Joel diz que vai para a próxima paraolimpíadas. A quentinha saiu. Muito ruim o vídeo do sapo e o transporte coletivo. Há quem considere sexo. O Mano roncou com os vídeos dos motores. O Pedro morou em beagá num condomínio com a ex-presidenta. Ufa, concluímos já com a big seca. Se fomos.

domingo, 25 de setembro de 2016

Campanha: "Sou feliz porque Tenho Você como amigo" !

Talvez um dia todos nós amigos iremos nos separar, sentiremos saudade de todas as conversas jogadas fora, dos sonhos que tivemos! Os dias vão passar, meses, anos, até esse contato se tornar cada vez mais raro... Um dia nossos filhos verão aquelas fotos e perguntarão.. Quem são essas pessoas? Saudade vai bater e com os olhos cheios de lágrimas diremos: FOI COM ELES QUE VIVI OS MELHORES MOMENTOS DA MINHA VIDA. Mande para os amigos q vc nunca irá ESQUECER. (colaboração do Daniel. )

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Inauguração da CERVEJA BLUMENAU

Evandro na rota da seda - chegando na Russia.

CLUBINHO em Blumenau

Reunião jantar do CLUBINHO em Blumenau - Daniel Chiesa.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Senna

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

UM VENDEDOR DE LIVROS NO HOSPITAL...

Dia de cirurgia eletiva, dirigi-me ao hospital... no térreo, tomando o elevador, a ascensorista solicitou , que nos apertássemos, mais para o fundo... precisava acomodar mais pessoas, visitantes (hora da visita) e enfermeiras, auxiliares. Centro Cirúrgico fica no 5º andar do hospital. Elevador parou no primeiro andar...entrou um cidadão de camisa e gravata, encalorado, arfante, gotas de suor pela face, uma pilha de livros técnicos de Medicina, segurados, sob um dos braços, com visível dificuldade pelo peso. Sorridente... localizou-me no fundo do elevador e bradou pelo meio do povo: “ E aí Doutor ...tudo bem ? – Sim, - respondi ! Lá da porta, por entre todo o pessoal, apinhado no elevador, e continuou a minha abordagem. – “O Senhor não lembra de mim...mas já consultei com o Senhor” – Titubeei um pouco, aquela exposição em público...as enfermeiras e visitantes, olhando-nos...curiosos ! Raciocinei comigo...” o cara quer me vender livros “ ...respondi de chofre: “ e aí...foi bem atendido por mim na consulta ? Faz muito tempo que atendi você ? ---Ahh sim – Doutor...muito bem atendido ! – Faz mais ou menos um ano ! (Pensei comigo...este cara está me enrolando...só tive pacientes homens, quando cheguei em Blumenau, como médico do Exército Brasileiro há 30 anos atrás) . O papo continuou alegre e era visível, o interesse do público apinhado no elevador, por parte dos que me conheciam...e sabiam minha especialidade no Hospital ! Perguntei ao alegre vendedor ...”amigo diga-me uma coisa...na ocasião da consulta, você teve alguma dificuldade para subir na mesa de exames do meu consultório ? “ – Que nada Doutor – tudo tranquilo, o Senhor até me apoiou !” - “ Bem Amigo, sinceramente não lembro --- Sou Ginecologista, e não recordo de você subindo na mesa ginecológica de exames !” . O público apinhado do elevador, explodiu em gargalhadas...nosso vendedor, com um fácies visivelmente contrariado, saltou rapidamente do elevador, assim que a porta se abriu..e gritou ...”até outro dia Doutor...acho que me enganei”...não recebi a oferta da venda de livros ! Fui para cirurgia ...tinha mais um “causo” para contar depois, na sala de Conforto e Relatórios do Centro Cirúrgico do Hospital Santa Isabel. Dr. Adilson Tadeu Machado.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Gaste o seu dinheiro com você, com seus gostos e caprichos

Para maiores de 60 anos (e para os que vão chegar lá) A terceira idade “Recebi por email estas dicas para quem já passou dos 60 e também para quem não chegou ainda a essa idade. Não consegui encontrar o(a) autor(a). É uma relação de medidas para se viver melhor. A primeira delas: É hora de usar o dinheiro (pouco ou muito) que você conseguiu economizar​ . Use-o para você, não para guardá-lo e não para ser desfrutado por​ aqueles que ​não​ tem a menor noção do​ sacrifício​ que você fez para consegui​-lo. Geralmente as pessoas que não estão sequer na família: genros, noras, sobrinhos. Lembre-se que não há nada mais perigoso do que um genro​ ou uma nora​ com ideias. Atenção: não é tempo para maravilhosos investimentos, por mais que possam parecer, eles só trazem problemas e é hora de ter muita paz e tranquilidade. 2. PARE de PREOCUPAR-SE COM​ A SITUAÇÃO FINANCEIRA dos filhos e netos. Não se sinta culpado por gastar o seu dinheiro ​ consigo mesmo. Você provavelmente já ofereceu o que foi possível na infância e juventude como uma boa educação. Agora, pois, a responsabilidade é deles. 3. JÁ NÃO é época de sustentar qualquer pessoa​ de​ sua família. Seja um pouco egoísta, mas não usurário. Tenha uma vida saudável, sem grande esforço físico. Faça ginástica moderada (por exemplo, andar regularmente) e coma bem. 4. SEMPRE compre o melhor e mais bonito. Lembre-se que, neste momento, um objetivo fundamental é de gastar dinheiro com você, com seus gostos e caprichos e do seu parceiro. Após a morte o dinheiro só gera ódio e ressentimento. 5. NADA de angustiar-se com pouca coisa. Na vida tudo passa, sejam bons momentos para serem lembrados, sejam os maus, que devem rapidamente ser esquecidos. 6. Independente da idade, sempre mantenha vivo o amor. Ame o seu parceiro, ame a vida, ame o seu próximo … LEMBRE-SE !! “Um homem nunca é velho enquanto se lhe reste a inteligência e o afeto”. 7. Seja vaidoso. Cabeleireiro frequente, faça as unhas, vá ao dermatologista, dentista, e use perfumes e cremes com moderação. Porque se agora você não é bonito, é, pelo menos, bem conservado. 8. NADA de SER MUITO MODERNO. É triste e doloroso ver pessoas com penteados e roupas feitas para os jovens. 9. SEMPRE mantenha-se atualizado. Leia livros e jornais, ouça rádio, assista bons programas na TV, visite Internet, com alguma frequência, envie e responda “e-mails” use as redes sociais, mas sem estresse ou para criar um vício. Chame os amigos. 10. Respeite a opinião dos JOVENS. Muitos deles estão melhor preparados para a vida, como nós quando estávamos a sua idade. 11. Nunca use o termo “no meu tempo¨. Seu tempo é agora, não se confunda. Pode lembrar do passado, mas com saudade moderada e feliz por ter vivido. 12. NÃO caia em tentação de viver com filhos ou netos. Apesar de ocasionalmente ir alguns dias como hóspede, respeite a privacidade deles, mas especialmente a sua. ​ ​ Se você perdeu o seu parceiro, obtenha uma pessoa para ir morar com você e trabalhar com as tarefas domésticas, e tomar esta decisão somente quando não mais possa dar de si e o fim esteja próximo. 13. Pode ser muito divertido conviver com pessoas de sua idade. E o mais importante, não vai funcionar com qualquer um. Mas sim se você se reunir com pessoas positivas e alegres, nunca com “velhos amargos”. 14. Mantenha um hobby. Você pode viajar, caminhar, cozinhar, ler, dançar, cuidar​ de um gato, ​de ​um cachorro, cuidar de plantas, cartas de baralho, golfe, navegar na Internet, pintura, trabalho voluntário em uma ONG, ou coletar alguma coisa. Faça o que você gosta e o que seus recursos permitem. 15. ACEITE convites. Batizados, formaturas, aniversários, casamentos, conferências … Visite museus, vá para o campo … o importante é sair de casa por um tempo. Mas não fique chateado se ninguém o convidou. Certamente, quando você era jovem também não convidava seus pais para tudo. 16. Fale pouco e ouça mais. Sua vida e seu passado só importam para você mesmo. Se alguém lhe perguntar sobre esses assuntos, seja breve e tente falar sobre coisas boas e agradáveis. Jamais se lamente de nada. Fale em um tom baixo, cortês. Não critique qualquer coisa, aceite situações como elas são. Tudo está passando. Lembre-se que em breve voltará para sua casa e sua rotina. 17. Dores e desconfortos, apresentará sempre. Não os torne mais problemático do que são. Tente minimizá-los. No final, eles só afetam você e são problemas seus e do seu médico. Lamentações nada conseguem. 18. Permaneça apegado à religião. Mas orando e rezando o tempo todo como um fanático, não conseguirá nada. Se você é religioso, viva-o intensamente, mas sem ostentação. A boa notícia é que “em breve, poderá fazer seus pedidos pessoalmente​”​ 19. Ria-se muito, ria-se de tudo. Você é um sortudo, você teve uma vida, uma vida longa, e a morte só será uma nova etapa, uma etapa incerta, assim como foi incerta toda a sua vida. 20. Não faça caso do que dizem a seu respeito, e menos do que pensam de você. Se alguém lhe diz que agora você não faz nada de importante, não se preocupe. A coisa mais importante já está feita: você e sua história, boa ou ruim, seja como foi. Agora se trata de uma jubilação, o mais suave, em paz e feliz possível. E LEMBRE-SE: “A vida é muito curta para beber vinho ruim” fonte - http://www.50emais.com.br/para-maiores-de-60-anos-e-para-os-que-vao-chegar-la/ (by Sueli Klein)

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Em Balneário Camboriú

Reunião jantar do CLUBINHO em Balneário Camboriú - Márcio Mesquita

sábado, 10 de setembro de 2016

Aniversario do Renato Claudio BOLA Goessel.

Parabéns pelo seu aniversário e um grande abraço de todos os seus amigos do CLUBINHO

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Ata dia 06 de setembro de 2016

Ata da reunião jantar do CLUBINHO do dia 06 de setembro de 2016 realizada em Blumenau na Pizzaria Baggio na Rua 7 de setembro organizada pelo José Claudio Mor Pansard. No cardápio pizzas de abertura e focassia. Uma nova experiência e uma refeição mais leve. Minha focassia, minha vida. Nos assuntos falamos de reformas de casa e os transtornos causados pelos profissionais deste segmento. Na saúde as boas informações de recuperação dos amigos acidentados e operados. O Pfau conta do fisioterapeuta que vai neste mês correr a maratona de Munique. O Toni conta da quantidade de exames que tem sido submetido por conta da cirurgia de cataratas que deverá fazer. Só vendo. O Joel se assustou na conversa entre o Claudio e o Adilson sobre um tal de dodgedart que tem na farmácia. V8. O nº 67 – macaco no zoo prêmios – é o numero de sorte do Joel. 97 é o ano da Eurovan, apelido da Kombi alemã que surge um cliente interessado. Como ela uma hora embreia e na outra não sai de cima – esta resolvido – que ela vai. Já tremendo mesmo está a embreagem do laranja e o Adilson manda botar tudo novo. De Novo. Resolvendo a politica foram detalhadas as informações recentes e desgastantes de Brasília e Curitiba. Mudando para o Rio e Porto Alegre. Diz que em 180 mela tudo. O Temer foi comprar sapato na China e agora ouve bobagens dos calçadistas. Dos candidatos em Blumenau pouco se fala. O pão pullmann e o Louro José levaram uma marretada na história do vizinho de porta. Alô... bombeiros - o Sansug sete tá pegando fogo. No celular do Adilson a identidade. Ele perdeu no taxi no Rio, um telefone com etiqueta identificando – com o nome dele. Sabe o que aconteceu. Nada. Não liga, não manda cata, não escreve. E tem mais gente que coloca até no guarda chuva nome e fone. Guarda chuva de grife. Abrindo a boca e o drama dos implantes cuja dentista era prejudicada da visão. Na alimentação saudável a informação de quem gosta de verdura é noiva na lua de mel. Adesivo para o carro é o “ só voto na coligação PQP + VSF + VTNC”. Da nossa ex-presidenta chega a informação de que na mudança ela não incluiu o “NEGO”. Ele é um cachorro mais velho, labrador (do partido do labradores) que foi um presente para o recolhido Zé Dirceu para aquela moça. Então a Nina que filha do Nego foi adotada pela geise hoffman e paulo bernardo e seu irmão canino o Gallileu ficou com o gilberto carvalho. Na sequencia da novela o Gallileu ficou doente e foi pra casa da Nina. Uma cachorrada. O Toni diz eu “pingo nos ís” e líder de audiência no rádio – Jovem Pan. Na cultura geral “ o rasputim morreu” – chocado o Joel não sabia. O bofe doido se separou dos miúdos, num frio do carvalho e foi parar num grande e alto vidro de conservas. O documento foi o comprovante de seu sucesso. Até a catarina foi pra vara. Já não era essa a qualidade do napoleão. Mantinha a mão dentro da casaca esticando sem sucesso a pelanca. Esperto aquele vídeo eu o médico da dedada aciona um botão criando clima no consultório. E para complementar o vídeo “pede pra mãe atender”. Dado ao avançado a hora, sem mais assuntos a serem tratados foi encerradas as atividades e se fomos pois no dia seguinte será dia de segurar no mastro no desfile.