quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz 2009







quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal

Para você e toda sua família um Feliz Natal
e um ano de 2009 repleto de sonhos,
saúde e muita alegria...
Que os seus mais lindos sonhos
tornem-se realidade
Seja Feliz !!!
Votos dos seus amigos do CLUBINHO

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Evandro

video

Filme - Mensagem do Evandro de final de ano em Madrid na Espanha - direção Evandro Scussel - produção Angelina Scussel

Buenas! Gravei na Calle Acalá dia 21 as 9 da noite ao fundo a Puerta de Alcalá, próximo a Plaza Cibeles,

estavamos passeando, tomando fotos da iluminação de natal e ...

" Sentindo saudades dos amigos que na minha terra deixei...

Minha terra tinha "Palmeiras, tinha Olímpico e Sabiá,

a Correca já se foi e as daqui não cantam como lá.

Mal vi nas ruas uma freira e me recordo de lá, de dó , de sol,

mas de ré nem pensar , tenho amigos gaúchos e não quero provocar.

Minha terra tem amigos que eu não encontro por cá. "

sábado, 20 de dezembro de 2008

Papai Noel


Na vida, a gente passa por 3 fases:
- a 1ª ........ quando acreditamos no Papai Noel;
- a 2ª ........ quando deixamos de acreditar no Papai Noel;
- a 3ª .......... quando nos tornamos Papai Noel !!!
As cartinhas do Correio que participamos chamamos de
"amigos do CLUBINHO".
Entregamos presentes num kit de meninas & meninos
na faixa de idade de 4 anos
com bonecas + bolas + balas + pirulitos + chocolates
+ embalagens/cartão (anexo). Desejamos que estes presentes
- dedicados com muito amor -
tornem os sonhos das crianças escolhidas, realidade
e que todos nós possamos nos sentir
- de que neste Natal -
- nos tornamos o verdadeiro Papai Noel.
Parabéns

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Foto de 16 de dezembro de 2008

Da esquerda para direita o Mano; o Bola; o Pfau; o Lelo; o Daniel; o Adilson; o Pedro (convidado do Lelo) o Nei, o Mauro e o Claudio. A máquina fotografica já tinha tomado três caipirinhas e não conseguiu registrar a presença de retardatários no jantar no Restaurante Internacional.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Ata de 16 dezembro de 2008

... simsinho, nãosenho, quero apanha....

Ata da reunião do CLUBINHO realizada dia 16 de dezembro de 2008 pelo Adilson Tadeu Machado no Restaurante Internacional na Alameda em Blumenau. No cardápio fartura. Alto estilo. Lulas no alho frito com mandiopã (o filho do isopor), bolinhos de babatalhau, seguido de um delicioso cardápio de frutos do mar. Sem produtos da cesta básica pois os caminhões levaram tudo. Nos aperitivos caipirinhas com cachaça do Baú. Com barro? As escavadeiras na busca de salvamento cuidavam para não furar os toneis de Carvalhio. Nessa hora todo cuidado é pouco. Na ata cheia de repúdio pelas barbaridades acontecidas compartilhamos ainda com - de convidado do Lelo, o já com bronzeado 2009 - Pedro, - e convidados do Adilson - o Michel (4x4) e o Daniel – filho dele - que para poder exportar os produtos Aurora faz o "teste drive" – prova antes – só o tempero dos alimentos. Ta grande o menino soldadinho. Rolava muita saúde no papo de planos. Uns que servimais e outros que servimenos. Tem até de 1,99. Qual o melhor? Experimenta. O repúdio no caso dos donativos aflora cheio de adjetivos que nesta ata não cabem e nem nos permite descrever. Bundão foi o que menos se ouviu. Embora ela – a ata - está liberada para leitura de todos. O Alexandre Garcia deu na manhã da Globo uma porrada. Feliz estava o nosso dentista que em seu consultório avermelhou tudo. O Mauro ameaçou ir tratar o teclado com a camisa tricolor. Foi recomendado cautela pois o “homi” tava com a broca na mão. Quem tem canal tem medo. O Quico ainda a ser localizado se sabe que está na praia de endereço novo. O Bao todos torcem que o restaurante fique cheio de compradores. O balet de Natal foi cancelado pela enchente em Joinville. E o lago do Cisne porque não apresentaram ? Vasou ? Há quem diga que recebeu a visita de um rapaz de cabelo cortadinho oferecendo tênis como presente de Natal. Repúdio novamente. O Nei explicava como 80% dos Brasileiros aceitam o homi. São só os 20% que não são “guinoranti”? Voltou aquela do Pasquim. Vergonha tb. Tem gente querendo dar um sutien cor-de rosa pra mãe. Repúdio de novo. Da Veja o motorista que trouxe o Lula. Culpado, porque não deixou na estrada? O filme promete mais do que “os filhos do seu Camargo”. E o sapato no Busch. Uns acham que deveria ser punido severamente pois não acertou. O e-mail das moças e os sucessos da semana. E o sexagenário do ferro novamente deu uma passadeira e tomou na cara de presente a favorita. Quem manda CD pra dama de vermelho. O Bola comeu cardápio diferente para escapar da gota pois vai na posse do Obama. Vai encontrar o genro do Lucindo no secretariado. O golpe da corrente nos isteites é o festival dos espertos. Esses “amaways” são danados. Nas viagens da terceira idade o “kalains” da moto fenca na “bufona”. E que de gulosa nas férias vai pegar em três varas. Suficiente pois tem entrada em todas. Explicando quem é, foi lembrado do jantar no caçetiro e o Evandro de piruca jogando beijinhos. Fomos então para Malvinas, todos da nossa turma, o Gualtieri, o cruzador Belgrano e um navio o Sheffield, que foi atingido por um míssil Exocet. Era de alumínio e a bomba não explodia e furava o casco. Do mesmo alumínio que - explica o Lelo - tinha na fabrica de panelas da BMW na Alemanha na Guerra. Diz o Nei que se os gringos insistem os britânicos iam afundar a Argentina. Como? Quando? Que a Ana Maria Braga não encomende como fez para o cheirador da Suzana. Diz que na redebobo todos fazem “plin...plin”. O Mauro que não bebe, viu na obra de arte na parede, que a XV já teve mão invertida. O Lelo e o Macau andavam na BMW, com um copo de cuba equilibrando na cabeça e em pé na moto na região do Michel. 1965/1968 mais ou menos. O Bola disse que ouviu o sinhozinho Craudio dizer – “de gado eu cuido do meu”. E diz que o Ivo, ta no Ponto Grill na frente do helicóptero ( é avião de rosca) na praia e que vale a pena. Tem lombinho com queijo como era na Continental do Galo Cego. Coisa antiga. O Mauro diz que nos isteites se você passar da faixa isolando imóvel com risco vai pra cadeia. E o Daniel diz que o vizinho fica espantando ladrão saqueadores a noite toda no monte de entulhos da “hemaucha”. No especial “quem me falou” são gigantescas as histórias do desastre. O Pedro mandou cartinha pro Mano, diz o Bola se não escreveu “Manowski de Bruscowski”. Nem AR chegará. A história do Evandro e o Cabeça no Tiefensen e o fone “startac” quebrado no chão. De sobremesa muitos cafezinhos com “pramil” de brinde para firmar no fim de ano. “Pramil” é made in Paraguai e distribuído pelo “Azambuj’s Laboratory”. O Lelo diz que a dupla de sexagenários que acompanham na viagem e na praia usam - a não atingida cabeça dele - para consertos de Alzeimer. Onde estivemos ? Quando fomos ? Onde fica ? O Pfau vai colocar no BLOG o Natal das cartinhas. Aprovado, a principio – a realização do show cover dos Beatles - no ano que vem. Rolou muita empolgação. Um dos eventos comemorativos aos 30 anos. Poderão vir todos os ex associados do CLUBINHO, até o ..... (nada de nomes). No encerramento do ano de 2008 – ho ... ho ... ho . - não houve distribuição de cesta básica, nem tênis e nem sutien. Já aconteceu a distribuição. O caminhão levou tudo. Rolou repúdio no ambiente. O presidente em medida provisória institui férias coletivas até dia 13 de janeiro. Fomos liberados.

domingo, 14 de dezembro de 2008

www.natalblumenau.com.br

Prestigie e participe
sua presença ajuda
a motivar a reconstrução.

sábado, 13 de dezembro de 2008

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

ANIVERSÁRIO DO DANIEL

PARABÉNS AMIGO
os cumprimentos de seus amigos do CLUBINHO.
"dos gaudérios da nossa querencia um baita quebra costelas - grande barbaridade"
Capazzzzzzzzz....

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Album de família - Bruno

Meu neto Bruno, com 1 ano e 10 meses, campeão de tudo!
Nei Azambuja

Ata de 09 de dezembro de 2008

Legenda da foto
Da esquerda para Direita Lelo, Daniel, Nei e Bao, na direita Mano, Pedro e Pfau
(chapa viabilizada pelo garçon)
Ata da reunião do CLUBINHO de 09 de dezembro de 2008, realizada em Balneário Camboriú no Restaurante Mustache e realizado pelo Rogério “Lelo” Rodrigues. No delicioso cardápio peixe de diversas formas, bolinhos de todos frutos do mar juntos, pirãozinho mole e outras coisitas mais. De convidado do Lelo o fiel amigo Pedro. Falando do desastre em SC o Lelo explicou que o peso maior que existe é o de areia molhada, um metro cúbico pesa quase um kilo mil e oitocentos. Portanto foi a lama fez estrago também devido ao seu peso. O morro que deslizou tinha 400 metros de altura e desapareceu. Uma família teve a casa atingida a mil e quinhentos metros de distancia. O interessante é ouvir histórias que quem contou foi o cunhado da prima do vizinho do meu irmão que tem aquele opala verde e trabalha no camelodromo e aparece naquela cena da entrevista da TV Record. E então a enorme potencia dos helicópteros e que levou um trator pendurado. Para justificar o Alzeimer se falou dos dirigíveis alemães que sobrevoaram a região lá nos anos 40. O Nei estava de novo corte no bigode chamado “adios amigo” e com uma camisa do seu time favorito que não causou nenhum impacto, embora depois de grandes vitórias. No estando em casa sem fazer nada, os ratos de praia, contam que no programa Ana Maria Braga que passa de madrugada - o maitre fez uma "lula assada no gelo". É gelo mesmo. E falando de cozinha sofisticada o uso de hidrogênio e o creme que causa pum que forma uma almofadinha na cueca. Cueca é o local de carregar dinheiro. A defesa civil sabia mas parece que não defendeu desta vez. Ficou resolvendo e só saiu da enchente na emergência. Nosso amigo da Alemanha, fez pin - plan - tão na TV dos galegos e disse ao se referir que o Rio estava com nível de 8,95 – que faltava cinco pra nove – seria só quatro metros ? – O Bao viu um rodado de trator com aro e pneu que chegou na praia de Balneário. Pela água. Imagina a violenta curva que fez o equipamento no baú. Trator porque carro embaixo d’agua só com ponteiros molhados para ter perda total. Com o Simão foi dois mil ponteiros. Haja ponteiros. O Pfau diz que as crianças irão ter Natal, aguarde. Um japonês surfista diz o Bao fez um cone de algas encheu de peixe cru e criou uma griffe. E a explosão de gás no Belchior causou inveja ao dragão de São Jorge. O Mauro se mudou para o "Porta Aberta". É o nosso sobrevivente no abrigo. No gauchês sobrevivente é um morador no andar de cima do vivente. O Paulo – diz o Pedro – é Quadrado – se ferrou no Espírito Santo Amém. Ajoelhou vai ter que .... E amante é uma pessoa jurídica que não existe. Portanto liberada pelo Imposto de Renda? Nos investimentos foram investigadas ações de companhias que não existem mais. As ferteis do Adubos Trevo, as inflamáveis do Petróleo Ipiranga. Se as suas ações na gaveta são em folhas grandes e macias tem aproveitamento. Tiket, plastificado e picotado são ações ordinárias. Não serve nem para limpar o “piiiii”. O e-mail do cão gaúcho e o tigre causam espanto. Imagine o bossal. Seu tigre, olha aqui cara, comi a dona Tigra, viu. Cão tem gente que não gosta do vizinho. Querem morder os bichinhos. Sabe a Alcione Mazeo. Pele de areia mijada. Hmmm. Sem comentários. No prédio ao lado do restaurante de dez em dez minutos - contou o Bao - entraram 27 carros. Desconfiamos que deve ser cassino de alta rotatividade. Na novela branca das oito - todos, todos tem nariz snifff... snifff... vermelho. A Globo não tem aspirador? Na sessão da tarde, que os ratos de praia assistem passou o filme Cinderella e o Pedro viu lágrimas correr no rosto do Lelo. Romantico. Quem quebrou a Varig foi o Lula e culpa da Fundação Rubem Berta ou Fudição Robem Abeça. Se fomos, com a informações monitoradas de fortes chuvas em Blumenau. Capazzzz.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Novinha.....

Olha a Brasília do Lelo!
postado por Nei Azambuja

Aniversário do ADILSON TADEU MACHADO

ao nosso grande soldado;
ao doutor espia;
ao apaixonado pelo fusca;
ao rádio amador da selva;
ao home do remo no Calderon;
ao mais paciente dos obtetras;
ao reflorestador amarelo (Ipê);
ao agendado na reunião ética;
ao ganhador de prêmios em trocentas loterias;
ao estratégico de nossas vitórias nas Malvinas;
ao que se define "como de hábito";
o merecido Parabéns
dos seus amigos do CLUBINHO.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Cabeção Ridíiiiiiculloooooo......


EU SEMPRE ACHEI QUE NÃO DEVIAM TER MEXIDO
DENTRO DAQUELA BIG CABEÇA.
OLHA SÓ NO QUE DEU.
postado por Mauro

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Comunicado

Salve galera Clubistica!
Atendendo manifestação do Bolinha e o apoio prestado pelos amigos Adilson e Daniel, conversei com o Lelo e vamos então suspender a realização do CLUBINHO também nesta terça-feira dia 02 de dezembro. Estive na 6a. feira em Blumenau prá apanhar minha espôsa e achei que o trânsito fluia com certa lentidão, mas fluia. A situação deve ter piorado agora, porque, passado o momento mais agudo das inundações, o pessoal começa a se movimentar, ocasionando os congestionamentos... Assim, já vamos deixar agendado o jantar da terça-feira seguinte a de amanhã, dia 09, para o mesmo lugar e horário, aqui em Balneário, pois não acho que neste período dê para se comemorar qualquer coisa em Blumenau. Semana que vem repito o lembrete com endereço do Restaurante Moustache.
Até lá!
Abraços

Nei Azambuja

sábado, 29 de novembro de 2008

Campanha realizada em 1983



Capa
Relatório
Nova Blumenau
Um compromisso de todos


Página 2
O projeto Nova Blumenau é uma ação voluntária da comunidade para resolver problemas das enchentes. Participe você também e veja como é possível unido alcançarmos as soluções que diminuem prejuízos e eliminam riscos de vida.
Ligue para 0473 226999 ramais 210/264 Blumenau SC e saiba como participar.
Página 3
O tempo de recuperação de Blumenau bem como o sucesso desta jornada em relação ao futuro, será diretamente proporcional à dedicação, ao entusiasmo, ao esforço e ao trabalho que cada um oferecer a esta causa.
Página 4
Filosofia da Nova Blumenau
Se Alemanha e outras nações destruídas pela 2ª Grande Guerra ressurgiram dos escombros para invejável posição mundial, por que não haveremos de criar condições para o próprio soerguimento?
Pagina 5
Apresentação
Ao elaborarmos o presente relatório a preocupação é fazer justiça a quantos encamparam o ideal do Projeto Nova Blumenau. Aqui se verá o que já foi conseguido pelo esforço de cada integrante de Comissão, pela decidida atuação de cada Coordenador, assim como pelo desprendimento de quantos, não podendo participar fisicamente o fazem através de doações ou outras formas de colaboração também importantes para os elevados desígnios deste movimento, único no Brasil. Quantidade ? Não deve ser a principal preocupação. Em princípio, porque jamais se poderá quantificar realizações para quem trabalha gratuitamente. Todos estão aí, integrados, por força de um sentimento que transcende os interesses materiais, seja a remuneração, seja a ostentação daquilo que é conseguido realizar. Num segundo enfoque, cada qual oferece p que lhe é possível, subtraindo horas ao seu lazer ou ao sagrado direito de convívio com a família, pensando em uma Blumenau que se sente honrada por seu passado, dignificada no presente e responsável para com o futuro, quando a voz da História ensinará as novas gerações o valor das ações comunitárias sérias e coerentes. Esta a essência do movimento. Este pó objetivo maior do Projeto Nova Blumenau. É preferível a qualidade da ação. A quantidade será decorrência do entusiasmo, da dedicação, do trabalho e, principalmente da pertinácia e da coragem, peculariedades que só existem na qualidade. E isso vem sendo conseguido acima, mesmo, da expectativa, se considerado o modelo praticado. Temos aqui resultados dos primeiros 90 dias de ação. Claro está que após esta edição já aconteceram outras tantas realizações, assim como novas colaborações e participações já estão registradas. Constarão da próxima edição, abrangendo os 90 dias seguintes. A todos que têm participado, os agradecimentos de Blumenau. Aqueles que venham a participar, a certeza de que nossa cidade e nosso município saberão reconhecer.
Dalto dos Reis
Presidente
Pagina 6
Projeto Nova Blumenau
Realizações ou providencias por comissão 90 dias de ação.
Comissão de reconstrução de casas e terrenos
Coordenador – Nelson João de Souza
Endereço Rua Prom. Ribeiro de Carvalho,269
Telefones – 231767 – 224988
Material conseguido por campanha junto à comunidade e repassado a pessoas que, tendo perdido sua casa, a reconstrução ou estão reconstruindo por esforço próprio. Tijolos 35.000 unidades, telhas 4,530, Eternit 502 chapas de 2,44 m², areia 60 m³, janelas – 23, portas 24, barrotes – 125, sarrafos – 146, assoalho -303 m², mata junta – 812, tábuas – 654, caibros – 73, alinhamentos – 20, pés diretito – 8, pia – 1, armário – 1 vaso sanitário – 1, lavatório – 1 .
Colaboradores ou colaborações à comissão:
10 operários da Prefeitura para demolição de prédios doados para utilização do material aproveitável. 02 caminhões e 8 soldados do 23º BI para transporte de material. Doadores 1) Fernando do Vallle; 2) Irmã Maria – Colégio Sagrada Família; 3) Carlos Zappa; 4) Sra. Mirma; 5) Diderot Carli; 6) Nelson Gomes Capello; 7) Jovina Nemetz; 8) Roberto Baier; 9) Salete Castanho; 10)Ítala dos Santos Dutra; 10) Frederico Stinglin; 12) Eunice Duarte da Silva; 13) Jorge Schnaider; 14) Herbert Schulze; 15) Laércio Silva; 16) Rolf Becker; 17) Lizelote Luz; 18) Valtraut Lorenz; 19) Udi Fuck; 20) Fred D. Wacholz; 21) Ronaldo Baugarten; 22) Asentino Golbacker; 23)Bartira W. Beckauser; 24) Cesar Souza - Fpolis; 25) Eriberto Klçemer; 26) Valter Filgueras; 27) Formaq.
Página 7
Comissão de organização comunitária para defesa Civil
Coordenador – Empresário Ruy Eduardo Willecke
Endereço Casa Royal Rua 7 de Setembro, 1366
Telefone 229066
Instalação do Núcleo do bairro Ribeirão Fresco, liderado pelo Sr. Jorge Stadt, que já autoriza as seguintes providencias e realizações:
– colocação de cinco caixas para captação de água potável durante as ocorrências de enchentes.
– construção de um rancho em terreno cedido pela Sra. Elvira Cunha, para depósito de móveis retirados durante as enchentes;
- u ma tenda inflável de 200 m² colocada a disposição pelo Pastor Eduardo para abrigo de pessoas.
- Construção de 10 canoas já utilizada na enchente de setembro de 83 as quais foram construídas pelo próprio núcleo com material adquirido por seus integrantes
2. Instalação do núcleo do Bairro Fortaleza
3. Instalação do núcleo do Bairro Vila Nova
4. Instalação do núcleo do bairro Garcia
Instalação do núcleo do bairro Itoupava Norte.
Estes ainda não forneceram relatórios.
Página 8
Comissão de saúde
Coordenador Dr. Roberto Buschele
Endereço Hospital Santa Isabel
Telefone 226317
Plano de assistência médica em Blumenau, nas situações de calamidades, elaborado pelos Drs. Newton Mota, Adilson Tadeu Machado e Fernando Vianna.
2. Elaboração de folheto sobre cuidados básicos de saúde por ocasião de cheias, elaborado pelo Dr. Luiz Carlos Lins e adotado em conjunto com a comissão de educação.
Trabalhos na elaboração da carta de saúde de Blumenau
Definição de profissionais de saúde de todos os níveis para que assuma automaticamente os postos para os quais estão designados em caso de enchente;
Em fase de planejamento a campanha de esclarecimento e orientação comunitária sobre hipertensão arterial. É a primeira de uma série de campanhas abordando doenças que, pela sua elevada incidência, repercussão social ou interesse que despertem merecem ser destacadas.
Página 9
Comissão de educação
Coordenadora – Profª. Valquíria Maria Rafael Ruthes
Endereço Escola Básica Adelaide Stack
Telefone 221109
Levantamento das necessidades de após enchente, em seu mais amplo aspecto, abrangendo desde a realidade escolar necessidade de participação da comunidade na educação introdução de manuais de saúde preventivos e auxiliares no caso de enchentes, desenvolvimento da consciência comunitária quanto a capacidade criativa em busca de soluções diante das calamidades;
Reunião com 57 diretores e responsáveis pelas escolas das redes municipal, estadual e particular, para levantamento da situação causada pelas enchentes em cada estabelecimento escolar;
Participação em programas específicos da TV Cultura, informando e sensibilizando a comunidade para as propostas da comissão.
Elaboração do Manual da saúde, em conjunto com a comissão de saúde, dirigido aos alunos do 1º e IIº graus, orientando como agir durante as enchentes.
Envio de correspondências a 43 prefeituras do Estado não atingidas pelas cheias, solicitando participação na doação de material escolar e didático / pedagógico para reposição do que foi destruído, tendo em vista o ano escolar de 1984.
Contato com 21 empresas construtoras de Blumenau, Jaraguá do Sul e Camboriú, objetivando material de construção para recuperação de prédios escolares cujo material já está sendo recebido.
Contato com a rede bancária local para auxílio às escolas.
Correspondência a diversas editoras nacionais e estaduais para obtenção de livros das bibliotecas escolares e didáticos.
Página 10
Colaboradores ou colaborações já recebidas
1. Banco Lar Brasileiro – assumiu a reconstrução da Escola Reunida Fernando Ostermann, já inaugurada em 17 de dezembro
2. Banco Bradesco S/A assumiu a reconstrução da Escola Básica Machado de Assis
3. 3. Clube de Diretores Lojistas doação de CR$150.000,00 destinados a Escola Básica João Widemann
4. Anônimo – 2.000 folhas de papel ofício para a Escola João Widemann
5. Amilton Ferreira – a) 10.000 folhas de papel oficio destinado ao projeto Nova Blumenau; b) subvenção para viagem a Jaraguá do Sul; c) pagamento da conta telefone a serviço da comissão referente o mês de setembro;
6. Casa Royal S/A subvenção para viagem a Camboriú;
7. Construtora Pecon de Camboriú doação de pedrisco para o pátio de diversas escolas;
8. Construtora H Schultz colocou o porto de areia à disposição das obras de reconstrução de escolas juntamente com diversos materiais de construção;
9. Paulo Roberto dos Santos – 5.000 tijolos;
10. Construtora Itaipu – adotou uma escola da periferia, faltando apenas indicá-la.
11. Construtora Oásis – material de acabamento e sanitários.
Página 11
Comissão de contenção de cheias
Coordenador Engº MEC. Carlos Araujo Leonetti
Endereço Rua XV de Novembro, 838 apto 1103
Telefone 229213
Análise das diversas sugestões encaminhadas a comissão
Correspondência ao DNOS e outras entidades para apoio;
Indicação, pelo DNOS, de um representante permanente junto a comissão;
Participação no 1º. Seminário sobre Hidrologia e Controle de Enchentes;
Participação no Simpósio de Hidrologia e Recursos Hídricos;
Contatos com a FURB para sua integração nos trabalhos da Comissão de levantamento das cotas de enchente verificada em julho/83.
Página 12
Comissão de cultura
Coordenadora – Profa. Sueli Maria Vanzuita Petry
Endereço – Rua Ribeiro de Carvalho,163
Telefone 222790 – 21711
1. Lançamento da Campanha Adote Um Móvel do Museu da Família Colonial no dia 09/10/83.
2. Visitas ao comércio e industria em busca de apoio para os objetivos da comissão;
3. Remessa de relatórios dos danos ocorridos na área cultural a vários órgãos públicos e particulares do país, objetivando sensibiliza-los para a participação nos esforços da comissão;
Colaboração recebidas
1. Doações do comércio, industrias e particulares em Livro de Ouro Cr$ 209.000,00 (duzentos e nove mil cruzeiros);
2. Parecer favorável da Tabacos Brasileiros S/A para assumir a restauração do prédio do Museu da Família Colonial, através da Fundação Casa Dr. Blumenau;
3. Compromisso assumido pela Fundação Casa Rui Barbosa para a recuperação de documentos e a colocação de uma restauradora à disposição da comissão;
4. Convênio para a revitalização do Museu da Família Colonial assinado com a Fundação Casa Dr. Blumenau e Pró- Memória (Programa Nacional de Museus) pelo qual foi recebida a importância de R$ 7.000.000,00 (sete milhões de cruzeiros) ;
5. Vida de duas museólogas para assistência técnica e reorganização no trabalho de revitalização do Museu;
6. Recebimento de obras de arte para leilão e a aplicação de recursos no objetivos da comissão. Foram doadores os artistas plásticos Guido Heuer (dois quadros) Dirceia Binder ( 2 quadros) Marisa Popayers do Rio de janeiro ( um quadro);
7. Confecção de painéis expositivos das perdas dos setores culturais atingidos, bem como mensagens sensibilizadoras através dos meios de comunicação, mostrando a necessidade de urgência na recuperação do acervo cultural de Blumenau.
8. Inicio da campanha em favor da Biblioteca Pública Municipal como slogan “Doe um Livro”.
9. Recebimento da importância de Cr$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil cruzeiros) através do artista plástico Guido Heuer integrante da Comissão, doada pela Associação de Artistas Plástico de Santa Catarina para aplicação no esforço de recuperação do setor cultural de Blumenau.
Pagina 13
Comissão de Recuperação de Obras Públicas
Coordenador – Engo. Orlando Gomes
Endereço Rua 15 de Novembro, 1336 -10º. Andar s/106
Telefone 223614 222897 – 223111
Reconstrução da Praça Dr. Blumenau totalmente financiada pela Hayashi & Cia Ltda;
Recuperação de todo o leito da Rua Hermann Hering, com material patrocinado pela Cia Hering S/A equipamentos e pessoal da Prefeitura de Blumenau. Obra em andamento;
Contato com o Sindicato Nacional do Comércio Atacadista dos Derivados de Petróleo;
Recuperação da Praça do Estudante com equipamentos patrocinados pela RB Planejamento e Construções e pessoal da Prefeitura de Blumenau;
Recuperação da Praça 2 de Setembro pelo Movimento de Escoteiros de Blumenau;
Recuperação da Praça Jorge Lacerda com equipamentos patrocinados pelo Lions Clube Itoupava Norte;
Patrocínio de 40 lixeiras para as ruas centrais de Blumenau através da RB Planejamento e Construções;
Recuperação da Praça Hercílio Luz com equipamentos patrocinados pelo Lions Clube Blumenau Centro;
Recuperação da Praça Pedro II compromisso já assumido pelo Lions Clube Blumenau Sul;
Recuperação do Anel Viário Norte compreendendo as ruas 2 de Setembro, Missões e República Argentina, já autorizado pela secretaria de transportes do Estado,com participação da Prefeitura de Blumenau;
Início da campanha pela recuperação da Rua Amazonas buscando apoio de diversas empresas da área a ser restaurada.
Página 14
Comissão dos meios de produção
Coordenador – Pedro Cascaes Filho
Endereço – Rua 15 de Novembro, 1409
Telefones- 228188 – 228343
Levantamento da situação dos meios de produção de Blumenau e definição de prioridades para as ações da comissão;
Constatação do “modus operandi” das companhias seguradoras com negócios em Blumenau e denúncias aos poderes públicos bem como a opinião publica, dos casos que a comissão entendeu prejudiciais aos interesses de Blumenauenses neste esforço de recuperação;
Correspondência a todos os deputados e senadores catarinenses para que em grupo acima das suas posições partidárias insistissem junto ao Presidente da República no sentido de sancionar Projeto de Lei aprovado pelo Congresso Nacional concedendo moratória de débitos públicos a pessoas físicas e jurídicas atingidas pelas enchentes nos três estados do sul; (Obs - Esta matéria acabou sendo totalmente vetada pelo Presidente Figueiredo enquanto medidas similares em relação ao Nordeste receberam o seu beneplácito);
Contato pessoal com o Sr. Raimundo Hillesheim, morador de Baufort, North Caroline, Estados Unidos, objetivando conhecer a possibilidade de mercado naquele país, para formação de uma cooperativa de exportação constituída pelas micro, pequenas e médias empresas de Blumenau, deflagrando o incentivo a comercialização previsto nas atribuições da comissão;
Lançamento da campanha para reativação da FAMOSC, o que, Após bom tempo de insistência redundou na aprovação da idéia que será colocada em prática a partir de janeiro com a denominação de Festival de Verão . A proposta é expor e comercializar de maneira a fornecer recursos para recuperação das micro, pequenas e médias empresas que necessitam dessa ação incentivando ainda, a arrecadação dos cofres públicos.
Página 15
Comissão de Reformulação do Plano Diretor
Coordenador – Engo. Henrique Reis Bergan
Endereço – Rua XV de Novembro, 1336 8º. Andar s/85
Telefones – 224622 – 222921
Esta comissão caracteriza-se por um extenso trabalho acima do atual plano diretor. Em função disso, não há o que relatar de realizações palpáveis, senão o ciclo de debates em que seus integrantes interpretam as novas necessidades de Blumenau frente as alterações fisiográficas impostas pelas sucessivas enchentes de 1983, notadamente a maior delas em julho. Neste particular temos de estabelecer novos parâmetros para a atualização do Plano Diretor da cidade, levando em conta, além de outros fatores, as quotas determinadas por último para execução de novas construções. Assim, também, estamos estudando uma série de alternativas que nos permitam visualizar o crescimento da cidade dentro de normas humanizadoras capazes de tornarem aprazível o viver em Blumenau, aproveitando ao máximo suas belezas naturais e sua vocação turística.
Pagina 16
Comissão de turismo
Coordenadr até 06/12/83 Sr. Harold H. Letzow
Coordenadora apartir de 7/12/83 Dra. Maria Benta Drumond Vieira Darós
Endereço Rua Amazonas 1108 Blobo B AP. 210
Telefone 22 7975
1. Estabelecimento de bases para lançamento da campanha O MAIS BELO JARDIM FDE BLUMENAU com o objetivo de estabelecer a imagem de cidade jardim tão duramente atingida pelas enchentes este ano;
2. Ação junto ao comércio do centro para que usem muitas flores nas praças passeios e marquises junto aos seus estabelecimentos ;
3. Contatos com proprietários de estabelecimentos que atendem ao turista, notadamente bares, restaurantes, confeitarias, choperias e estabelecimentos congêneres no sentido de darem mais tipicidade aos locais onde prevalece o estilo germânico, encarecendo a preocupação do melhor atendimento possível aos visitantes e freqüentadores;
4. Em fase de planejamento um terminal para ônibus de molde a oferecer aos visitantes de Blumenau todo o conforto possível a par de contribuir para a organização do trafego nas ruas centrais. Com este objetivo temos procurado o apoio da Prefeitura, de comerciantes, da classe hoteleira, dos prestadores de serviços em geral. Há outros objetivos na proposta da Comissão. Esses, porém, integram as prioridades estabelecidas, Após cuja realização passaremos as outras etapas.
Pagina 17
Comissão de comunicação social
Coordenador até 24/11 Osmar Laschewitz
Coordenador a partir de 25/11 Francisco Socorro
Endereço Geranium Hotel
Telefones 220222 224544
1. Proposta de um nome fantasia e o logotipo para definição de marca do movimento acompanhado do slogan que comunicasse a todos os blumenauenses a necessidade de envolvimento da comunidade nos esforços a serem empregados.
2. Definição de um sistema global de comunicação envolvendo diversos meios de veiculação;
3. Elaboração do material proposto por colaboração das empresas de Blumenau e de fora, lançando as seguintes peças;
– papel ofício com a marca
– selos adesivos para diversas aplicações, especialmente correspondências;
– out-doors já exibidos em locais cedidos pela Eldorado de Joinville que também produziu as peças;
– blocos de recados já em uso;
– 1.000 camisas, tamanho diversos, patrocinadas pela Cia Hering S/A;
– Jingle em veiculação nas emissoras locais.
4. Edição e distribuição de 300 livretos explicativos da proposta de ação comutaria que se denominou Projeto Nova Blumenau.
Página 18
5. Ocupação de espaços nos meios de comunicação local em termos aproximados
TV Cultura – 92 minutos
TV Coligadas – 15 minutos
TV Bariga Verde – 5 minutos
Rádio Blumenau – 90 minutos
Rádio União – 25 minutos
Rádio Clube – 15 minutos
Rádio Nereu – 15 minutos
Rádio Difusora – 15 minutos
Jornais diversos – 800 cm/coluna
Realizações computadas ate 19.11.83.
6. Falta produzir e veicular a chamada de televisão e de jornal para completar a primeira etapa;
7. Assim também, esta comissão está a disposição dos demais integrantes do Projeto Nova Blumenau para campanhas específicas do interesse de cada uma.
Página 19
Comissão do meio ambiente
Coordenador Êdela Bacca
Endereço Rua Artur Muller, 94
Telefone 228329
Recebimento de 150 mudas de castanheiras doadas pelo Sr. Ivo Frutuoso de Navegantes.
Campanha junto as televisões com frases de concientização sobre a importância de preservação do meio ambiente e proteção a natureza;
Elaboração de folheto sobre a destinação do lixo urbano a partir da ação do morador de Blumenau;
Importância da reposição da vegetação as margesn dos rios;
Como ocupar, com menores riscos as encostas sujeitas a fenômenos ecológicos;
Proposta de aço global em todo o Vale do Itajaí face a interdependência das comunidades a sua margem quanto a necessidade de medidas uniformes.
Este primeiro relatório foi organizado com base nas informações prestadas pelas comissões no Fórum de Dabates realizado a 19 de Novembro no Teatro Carlos Gomes.
Vilarino Wolff
Secretário Executivo
Pagina 20
Colaboração
SCRIBA Propaganda
Cia Hering

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Campanha realizada em 1984

Campanha realizada nas grandes enchentes de 1984
A solução não cai do céu.
O vale do Itajaí unido nesta campanha.
O resultado depende da união de todos.
Esta marca devera permanecer conosco
enquanto a solução não for encontrada.
É a forma de manter acesa nossa reivindicação.
Campanha iniciativa da
ACIB Associação Comercial e Industrial de Blumenau
coordenada pelo
GPCM Grupo de Profissionais de Comunicação Mercadológica.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Foto

Legenda - No Moinho do Moinho - Da esquerda para direita
- Bao, Adilson, Simão, Pfau, Mano, Polaco, Trindade, Gica
Sentados : Sergio Maestrini (convidado), - não identificado -, Mestrini,
Nido, Chico, João, Mauro, Bola, Quico
e duas crianças - filhos.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

COMUNICADO



Amigos Clubistas:

Muito embora a regra geral de nossa entidade seja a irreverência e a alegria geral, não poderíamos deixar de compartilhar o sofrimento de toda uma cidade e região que mais uma vez foi destruída pelas águas. Por esse motivo, depois de consultas a alguns dos associados, optamos por não realizar nossa tradicional reunião nesta terça-feira, cujo responsável seria o associado Lello. Assim que as águas baixarem, qual Phenix que resurge das cinzas, o CLUBINHO volta a sua atividade normal e estaremos novamente reunidos, rindo, falando mal da vida alheia e principalmente de nós próprios. Até a próxima terça, se Deus quiser. Um abraço a todos e recebam a solidariedade da sub-sede de Balneário Camboriú em 25 de Novembro.

Nei Azambuja

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Ata de 18 de novembro de 2008



Legenda da ilustração

Us "isnaipers" + o medo de colocar o macaco + a âncora no parachoques + Cartela emprestada para tirar medidas + os dois segurando a vítima + avião movido a diesel + a piada do boné + paaasssaaa o açucareiro + o bigode do Maomé + teste da farinha e o elástico

Ata de reunião do CLUBINHO no dia 18 de novembro de 2008 realizada pelo Renato “Bola” Goessel no Restaurante Moinho Europeu. Muito saboroso e chic, no cardápio lascas de filé mignon – semelhante bolinho de carne, mas não moídos, entende ? - com molho e " spetzle" – (o primo alemão do macarrão), + peixe com alcaparra e camarõnes e cotofe sotê und putta (manteiga de alemão). Abrindo os trabalhos um "couvert" de pães diversos e uns salaminhos & queijinhos. O remedinho “não legitimo” se mostrou eficiente e o Nei ta de cartela cheia. Usou dois e aprovou. Com altíssimo risco para quem viaja com ele e se furar o pneu. O medo de colocar o macaco e virar a manivela é grande. E é sem a bula, pois ficou na lanterna. O Pfau encontrou o Adilson na tal de ética, provando em assembléia que correto mesmo é no CLUBINHO. O fusca foi garantido no estacionamento pois usou a âncora do Vapor Blumenau II que foi engatada no parachoques. A facção da praia se reuniu horas antes – de tarde - na orla e não fez ata. E na loja o casal entrou disfarçando num “não te conheço”. Vai sair dessa com uma cozinha modelo “diamante”. O Daniel quer a cartela emprestada para fazer as medidas. O Adilson diz ser sua a especialidade. E quem foi a praia domingo perdeu as medidas e assistiu o primeiro engarrafamento, numa promessa para a temporada. Os gritos da Marta na vara e as piadinhas da semana. Us “isnaipers” do Canadá dão tiros mortais com mais de 3.400 metros de distância. A bala tem muita fome - na viagem longa até a vitima – lá naquele vale pra bicho. São três atiradores definem os nossos entendidos de balística de plantão. Mas o Claudio afirma que são cinco na equipe. Um puxa do gatilho, outro de binóculos localiza a vitima, outro filma tudo e dois ficam lá em baixo segurando a vítima para que o primeiro acerte o tiro. Já o Pfau afirma que este e-mail já circulou anos atrás com uma bala em mais de 5.500 metros. É que o e-mail está velho, encolhendo com o tempo. Logo logo vai ser tiro a queima roupa. O Pedro achou normal pois sabe que bão mesmo é o fuzil chamado “saco”. Perigoso, hein. O Mauro lembra do perigo - e que já nos acampamentos do CLUBINHO havia sintomas de aloprado. E que o Lelo veio, mas não era. Alzeimer ? Melhor do que o Parkison que derrama. E o Pfau se derramou na lama e desceu o morro afirmando - “não brinco mais”. E nos futebóis. Tivemos no campeonato nacional e aquelas tradicionais avaliações dos times gaúchos. Já daquela época de ouro - em que embora sem platéia - o jogo da turma era um espetáculo. Falta de ética ? – avaliação preliminar para os que não se entregam para as nossas reuniões, mas aceita a de laboratórios. O Bola vai entrar com denúncias & recursos. Porque o “moinho” em Blumenau ? explica o Lelo que na terra do tio Adolfo, tinha dessa geringonça na Westiphalia. Ali do lado da “Iolanda”. E que não por isso na guerra tinha avião movido a diesel. Não era da Kia. O brigadeiro Mauro do alto de seus conhecimentos completou que os aeroplanos flex eram pesadíssimos. Que em razão do torque o avião grandões saiam da pista ao decolar e batiam num hangar. Resolvido, tiraram o hangar do lugar. Para o avião passar e não era em Portugal. E que no porta aviões São Paulo da nossa gloriosa armada – barco que permutamos com a França - só tem um – isso mesmo – um avião só - em condições de pouso no elástico. O resto é sucata. Pronta pro Puff. (aquele do ferro vellho) Sucateado mesmo está o comportamento do Governo e falamos que nessa de empregar parente foi definido que amante não é parente. Grande foi essa piada da carta do boné. O Adilson atesta que é paranóia da brava. O Daniel diz que a “todeskini” é massa, não tem cozinha com descanso de braço. Só de prato. Doido mesmo são os cachorros de gaúchos. Treinam entre si. O Lelo jamais vai registrar no hotel o Pedro como "meu sobrinho". O data venia gordo foi o que fez o BO daquele relâmpago. O Mauro diz que surfista se dá bem com "ex", com vantagem não usar as cartelas. O Pfau ho...ho...ho... passou a sacolinha. E viu o Schumacher, aquele nosso colorido goleiro. O Adilson virava açucareiro com o Simão nas antigas - quando jogava bola. Ela não tinha nem chegado a seus pés e o ligeirinho já berrava “paaasssaa”. O Pedro diz que passou na tv que em Londres numa escavação de fósseis encontraram um prato de comida. Tava frio. Como era do tempo da guerra, não tinha micro ondas. E “naszarabias” uma parente viu muita gente cercando para ver... o que era ? dentro duma caixa de vidro - um fio de bigode de Maomé. Capazzzz. De Maomé... não da Hoana. Daí andamos pelos cacos do muro de Berlim e até nos pedaços de madeira sagrada. Em Gaspar soltaram a grana do contorno. O Pfau explicou que o projeto para comer o anel de Gaspar precisa da cartela do Nei. Fantástica fantasia mesmo foi a cena do Bola de manhã na praia e na varanda, quando as vizinhas chegaram da festa. A melhorinha mora no prédio em frente e olhou para o nosso galã e levantou o vestido. O babão viu as calcinhas. Terça era já 11,30 da manhã e ele estava lá na varanda, esperando. Volta, volta e mostra tudo. Foi pra ele, claro, a gente entende. Como entende que na guerra foram milhões que se acabaram. Mortinhos da silva. E nesta história da história o Malvinas da de relho. Como dava - e muito - a Elga. Coisa grande e bonita. Escolhia no Michel - o rapaz do dia. E na escolha as histórias de jesuítas em Porto. Sabe Porto, né ... diz o paulista Nei. Tinha uma sala em que se ensinava o “apito de chamar anjo”. E a orientação do abre teu coraçãozinho. Senta aqui o teu coraçãozinho. No exercito a sentada era outra - explica o comandante - o teste da farinha. Senta e conta as pregas. Para ver se o elástico não arrebentou. O Mauro contou do chorão, no meio de 150 rapazes. Não me agüento dizia o entendido. O Bola conheceu que entendido é entendido. Derrapadas - pratica dos verde oliva - contestou o gineco, alto lá, só se foi de brigadianos. Esta ata esta liberada para leitura de todos. Se fomos embora com vontade de ir no bar de baixo ver as milhares e milhares que foram descendo a escada. Tudo tem sua hora.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

VALE A PENA LER DE NOVO

Veja porque vale a pena ler as atas antigas. Nas reuniões de 1991 você vai ver que os jogos eram semanais do time BRANCOS contra os VERDES. Não temos a estatística de quem ganhava sempre e havia atletas que demonstravam preferência pela cor da camisa. Dava sorte. Dia 15 de janeiro fomos na reunião ver TV, pois estava para acontecer a Guerra do Golfo Pérsico. E aconteceram neste ano alguns eventos com mulheres, até no jantar de terça como foi na galinha putanhesca preparada pelo Scussel pai do Evandro. Um ano que foi costume levar os filhos. Até filhas. Chegamos a jogar vôlei na prainha do Moinho. Em julho o Trindade trouxe irmão e até o pai dele na arquibancada. Na geladeira do Gica chegou a faltar gelo e na Gruta se comeu carne com gosto de peixe. Se jogava futebol suíço contra o Tabajara e se apanha feio. Era uma briga pois só as bonecas atletas é que se escalavam jogar. Se exigia 60% de presença e se ameaçava excluir o sócio faltante. Nunca aconteceu, embora nas atas muitos protestos. Na festa dos Dias das Mães foi dado R$ 30.000,00 como doação para a mãe do músico que abrilhantou o evento. Naquele mês o Maestrini pediu de maneira irrevogável desligamento. A secretária do Polaco ligou à cobrar para o Bal em Brusque que estava com problemas no coração. A revisão da pilha. Em julho o Eduardo/Gordo/Cabeção levou no seu jantar uma TV para assistir a novela O Dono do Mundo e o jogo Brasil e Bolívia. Foi embora e levou a TV. Protestos contra o Simão que no Steak House ficava na mesa dos Camarões e só jantava conosco. O Quico já explicava os golpes que casa/apto em Balneário se vende com telefone. Só aparelho e sem linha. Dia 10 de setembro prejudicado, não podendo organizar o Bola já tinha gota. O Nei vinha de convidado do Phelippe. No mês seguinte o Adilson trouxe para todos de presente “canecos de plástico” para a Oktober. Dia 07 de novembro foi a viagem para Gramado. O caixa pagou CR$ 52.800,00 para cada associado. Dia 28 no mesmo mês o já sócio remido Denis, recuperado da cirurgia da coluna, nos convidou para o seu aniversário nos Candangos para confraternizar CLUBINHO + Camarões + Candangos. Dia 10 de dezembro o jantar foi na AABB numa churrasqueira cheia de mosquitos. E em 17 encerramos o ano e depois do jantar foram todos para a casa do Gica tomar licor até madrugada. Legal, né ?

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Atas de dezembro de 1991.

Reunião de 03 de dezembro de 1991.
Realizada pelo sócio no.01 Pfau com vôlei no Sto Antônio. Jogaram ; Pfau, Mauro, Bal, Janga, Quico, Guilherme (filho do Pfau) Mano, Nido, Trin, Evandro e Ivânio Koerich (Convidado do Pfau –“gente nossa’). O rango foi nos altos do Morro do Aipim no Restaurante Frohsinn onde foi servido um temperado gulash e um tal de frando prensado. Vieram ainda os esfomeados - bocas de rancho - Sócio remido Denis, Simão, o Führer Lelo (há quanto tempo, hein ) e Sergio Polaco. No finzinho apareceram como se tivesse perdido no tempo o Adilson “Malvinas”.

Reunião de 10 de dezembro de 1991.
Organizado e realizada pelo sócio no. 03 Janga com vôlei no Sto Antonio, que por sinal “tava quente pra caramba”. Jogaram; Mauro, Nido, Polaco, Trin, Janga, Adilson “Malvinas’e Evandro. O rango foi na churrasqueira da AABB (com muito mosquito) Vieram ainda Bola, Gica, Phelippe e Simão. Só !

Reunião de 17 de dezembro de 1991.
Ultima de 1991.
Realizada pelo sócio no. 04 Gica com vôlei no Sto Antonio que o próprio anfitrião não participou, lmitando-se a “falar mal” dos atletas em vez de torcer... jogaram Bola, Janga, Mauro, Adilson, Chico, Sérgio Polaco, Trin, Gordo, Nido, Phelippe, Quico, Nei Azambuja (convidado do Phelippe) O Rango foi na Napolitada com mais as presenças de Gica, Bal e Mano. E foi só ! Boas festas e até 92.
OBS; Detalhe de encerramento, fomos tomar licor de despedida na Churrasqueira do Gica até madrugada adentro, junto com as mamas. Também estavam Silvinha e Yara de Brusque com seus respectivos. Zé Fini !
PS. Depois dessa, eu secretário, entrego meu cargo... deu prá bolinha !!!!! (assinado Nido)

Atas de Novembro de 1991

Reunião de Diretoria.
Aos cinco dias do mês de Novembro de 1991 as 17 horas reuniram-se Aderbal Schaefer- Presidente, Evandro Scussel -Vice; Renato Marcos Hoeschl - Secretário na sede da Idee Propaganda para definirem a programação da viagem de aniversário do CLUBINHO a Gramado (RS) dia 07/11/91. Cada participante da viagem ganhou um programa impresso em computador com todo o esquema da viagem e outro com o “torneio de tênis”+ regulamento (ótimo por sinal) e ainda uma “prestação de contas” da viagem . Nesta reunião ficou estabelecido o seguinte - o caixa do CLUBINHO pagará Cr$ 52.800,00 para cada participante da viagem referente a camisetas, dois jantares, café extra de chegada e as despesas de serviço de bordo da viagem. O saldo de caixa ficará para almoço/jantar de fim de ano com as respectivas esposas e famílias.

Reunião de 05 de novembro de 1991.
Realizado pelo sócio no. 27 Trindade com um concorrido futsal no Sto Antônio jogaram BRANCOS (5) Chico, Evandro, Janga, Mauro, Mano e Gordo. AZUL (5) Epa (irmão do Trin) Nido (3 gols) Trin, Bal, Nei Azambuja (convidado do Phelippe), Phelippe, Quico. Foi realmente um saudoso jogo bem disputado pois fazia tempo que não jogavamos futsal. O rango o nosso amigo deu de “relho” com um jantar maravilhoso no Restaurante do Tabajara (c/ar condicionado ligado) e uma comida que não precisa dizer mais nada ... (né ?) Participaram ainda Pfau, Polaco, Bola e Gica (que veio até de gravata) .
OBS Comentários gerais e muito favoráveis ao programa da viagem elaborado pelo Bal.

Reunião de 12 de novembro de 1991.
Realizada, como ele disse, pela ultima vez dele. Sócio no. 26 Maestrini, que comunicou, pessoalmente e verbalmente ao Presidente deste exercício – Bal – que sua saída é em caracter irrevogável. Apesar disso, tivemos vôlei no Sto Antônio onde jogaram Mauro, Nido, Gica, Gordo, Evandro, Chico, Quico, Trin, Bola, Janga e Phelippe. O rango foi na churrasqueira grande do Bela Vista, onde foi servido picanha fatiada “do Marcão”. Chuva pra caramba, onde ainda veio o Pfau com convidado Ivânio Koerich.

Reunião de 19 de novembro de 1991.
Realizada pelo sócio no. 31 Sérgio Polaco com futsal no Sto Antônio onde jogaram AZUL(5) Goleiro Guga (filho do Nido) Bal, Polaco, Nido, Simão e Chico. BRANCOS (4) Goleiro Tuto (Filho do Nido) Janga, Mauro, Phelippe e Mano. Destaque para os dois goleiros que apesar de gols tomados demonstraram "espírito de equipe”muito bons. O rango foi no já tradicional Steak House e também apareceram ainda o Gordo, Pfau e o Bola.
Nota – Nosso sócio remido Denis Conrado Hasse nos convidou para participarmos da sua festa de aniversário nos Candangos no dia 28/11 onde haverá confraternização entre CLUBINHO, Candandos e Camarões.

Atas de outubro de 1991

Reunião de 01 de outubro de 1991.
Agora sim o “Capitão Malvinas”(Adilson) no.19 assumiu. Teve vôlei no Sto Antônio onde jogaram; Bal, Mano, Maestrini, Phelippe, Quico, Simão (?) mas vejam só amigos; o próprio anfitrião da noite deu cano, só veio p/o jantar, que foi no Tiefenseee. Fomos brindados pelo anfitrião com canecos de plástico p/ curtir a Oktober. Participaram ainda do jantar Gica, Gordo, Chico, Bola, Nido e Mauro. Fim de papo.

Reunião de 08 de outubro de 1991.
Excepcionalmente realizada pelo sócio reaparecido no. 12 Lelo que já fazia uma data que não vinha. Teve vôlei no Sto Antônio mas... o próprio anfitrião não apareceu.... Jogaram Mauro, Gordo, Polaco, Evandro, Gica, Mano e mais 3 “perús” de fora. Vieram p/torcer ainda Nido, Mestrini, Bal e Quico. O rango para mudar um pouco foi no Steak House e ainda compareceram o Pfau e o Lelo... ( é o Lelo). E foi só.

Reunião de 15 de outubro de 1991.
Organizada pelo sócio no. 22 Evandro (que excepcionalmente ficou cozinhando) com vôlei no Sto Antônio jogaram; Guga (filho do Nido) Marco (filho do Quico) Mauro, Quico, Janga, Maestrini, Trindade, Chico, Nido, Polaco, Gordo, Gica. O jantar preparado pelo pai do anfitrião Nildo Scussel no bar da piscina do Tabajara com aquela “galinha putanhesca” Imaginem se puderem.... Nos acompanharam p/o jantar as devidas esposas dos sócios... inclusive a Silvinha e o Bal (de Brusque) que deu cano na Fenarreco - hoje. E foi só...comer...comer...comer...

Reunião de 22 de outubro de 1991.
Programado pelo Bola sócio no. 11 que havia trocado com o Quico. Teve vôlei no Sto Antônio onde jogaram Gica, Bal, Nido, Quico, Mauro, Evandro, Phelippe, Maestrini, Trindade, Polaco, e + um convidado “alegre” que apareceu por lá... (não sei o nome) e também o Mauro outro convidado do Polaco. O jantar foi na churrasqueira da piscina do Tabajara, onde o próprio anfitrião deu uma de Ataliba (amador) c/seu filho Mauro como auxiliar de fogo. Vieram p/ o jantar ainda Mano, Simão, Janga, Gordo, Nei Azambuja, Peter Iser (convidados) e Leo. Nota Como protesto o Phelippe, Maestrini e Gica manifestram-se em não usar o dinheiro do CLUBINHO p/despesas extras da viagem de aniversário, agora em 07 de novembro.

Atas de setembro de 1991

Reunião de 03 de setembro de 1991.
Realizada e organizada pelo sócio no. 10 Nido com vôlei no Sto Antônio jogaram Quico, Mano, Mauro, Gordo, Nido, Janga, Gica e Phelippe. Apareceu ainda para “torcer”o Bal já refeito do susto da”pilha”. O rango pra variar um pouco foi no Gruta Azul, onde comemos uma penosa na medida.. O Sérgio do Gruta arrebentou... Serviu de entrada mini pizza, cochinha, pastelzinhos que silenciaram a todos de tão gostoso que estava .... Apareceram ainda o Polaco.

Reunião de 10 de setembro de 1991.
Era a vez do Bola, aniversariante, mas ele estava com a sócia dele a tal da “gota”e a pedrinha do rim.... daí o Quico assumiu. Vôlei no Sto`Antônio e jogaram; Quico, Maestrini, Mauro, Nido, Evandro, Chico, Janga e Gordo. Apareceram ainda o Mano, o Bal, Polaco, mas não jogaram. O rango foi no Steak House. Vieram ainda o Gica, Evandro que fazia tempo não vinha jantar. O Sérgio, irmão do Maestrini também veio jantar.


Reunião de 24 de setembro de 1991.
Era a vez do “Capitão Malvinas” , Adilson no. 19 mas não teve condições e o Mauro no. 20 assumiu. Teve vôlei no Sto Antônio onde jogaram; Nido, Gica, Mauro, Mano, Phelippe, Mestrini, Chico, Valter Ostermann (convidado) Nei Azambuja e Sérgio Graff (convidados) jogaram ainda Gustavo (filho do Nido) e Rogério (amigo do Guga) que foram as revelações do jogo. (o Guga mesmo tem a quem puxar) Após jantar no tradicional restaurante Steak House onde ainda compareceram Lelo (surpresa) Pfau (surpresa) Gordo, Quico. Nota – O Simão continuou sentado na mesa redonda dos “Camarões”e somente quando foi servido o jantar é que o esfomeado resolveu sentar conosco na mesa.

Atas de agôsto de 1991.

Reunião de 06 de agosto de 1991.
Organizada pelo sócio no.04 Gica com vôlei no Sto Antônio onde jogaram Trin, Bal, Mano, Bola, Nido, Maestrini, Polaco, Chico, Mauro, Phelippe, Janga, Evandro, Gica, Gordo, Elton (que não é o Johnn, mas é amigo convidado do Janga) O rango foi no Napolitana, onde ainda apareceram o “Serra Pelada” Quico. E foi só.
Nota: O secretário jantou ligeirinho porque estava com uma “ligeirinha”(vulgo “barro mole”) que não era cólera... e se mandou p/casa.

Reunião de 13 de agosto de 1991.
Organizado pelo sócio no. 07 Simão com vôlei no Sto Antônio jogaram; Mauro, Mano, Janga,Trin, Nido, Quico, Gica, Evandro, Chico e Gordo. Jantar no Ipiranga onde apareceram esfomeados Pfau, Simão, Polaco e Bola. Cardápio diferente – Tainha ao forno. E foi só.

Reunião de 20 de agosto de 1991.
Era para ser a vez do Bal (no.08) mas em virtude do mesmo ter de fazer exames no seu “motorzinho”e verificação na “pilha”... o Mano assumiu... Esperamos que o nosso amigo consiga se recuperar e recarregar sua “pilha-duracel”... Praticamos vôlei no Sto Antônio onde jogaram – Mano, Nido, Quico, Janga, Gica, Trin, Maestrini, Chico, Evandro, Gordo, Polaco, vieram só para torcer o Bola e o Simão. O rango foi no Steak House (tradicional) Nota importante de desagrado (geral) O Simão teve a “cara – de – pau” e simplesmente sentou-se a mesa dos “Camarões”e nem se dignou a nos cumprimentar ou avisar da sua atitude... É candidato a levar cartão vermelho.

Reunião de 27 de agosto de 1991.
Vez do Bal (agora já um pouco melhor) mas ainda sem condição de assumir... então o Mano tocou mais uma vez. Teve vôlei no Sto Antônio e jogaram Gordo, Mano, Mauro (filho do Bola) Bola, Maestrini, Mauro Mesquita, Nido, Chico, Evandro, Quico, Janga, Trin. Para o jantar o Maestrini trouxe um convidado amigo seu Mallon (Camboriú) jantamos no Steak tradicional House. Detalhe – O Quico estava demorando dar a dele e deu comentou que em Bal. Camboriú estão vendendo casas/aptos com telefone.... mas só o aparelho porque a linha o inquilino tem de comprar na Telesc, direto... é mole ????

Atas de julho de 1991

Reunião de 02 de julho de 1991.
Realizada pelo sócio no.27 Trindade com Futsal no Sto Antônio jogaram Phelippe, Gica, Mauro, Chico, Trin, Evandro, Epa e Luiz (irmão e motorista do Trin) com o pai do Trin na arquibancada, dando uma “força” aos filhos. Resultado 4 x 4 Jantar no Tabajara com aquele serviço que o pessoal já conhece. O rango excelente compareceram ainda; Nido, Polaco, Gordo, Janga, e de vez em quando; o Pfau que estava numa outra reunião, e "abocanhou”uma batatinha frita de cada prato e se “pirulitou”. A partir de agora faremos o levantamento dos amigos sócios faltantes e dependendo do resultado serão intimados. Para que não falte “quorum” nos jogos sugerimos convidar amigos que pratiquem esportes.

Reunião de 09 de julho de 1991.
Organizada pelo sócio no. 30 Gordo (Eduardo) com Futsal no Sto Antônio jogaram BRANCOS (6) Adilson Malvinas, Phelippe, Janga, Quico, Gica, (depois Bal) VERDES (4) Chico, Nido, Gordo, Trin, Maestrini. Vieram ainda Polaco, Mano... só que levaram muito tempo para se trocar e acabaram não jogando.... O rango foi no Bela Vista na Churrasqueira “hexagonal”com um “xarasco”vieram ainda Mauro.
Nota: O Gordo trouxe sua TV p/ a “tchurma” ver a novela “O Dono do Mundo” (pode isso ???) e o jogo Brasil x Bolívia. Importante No inicio do segundo tempo o dono da televisão empacotou”todo mundo; levou sua TV p/casa e deixou todos a ver (imaginação...).

Reunião de 16 de julho de 1991.
Organizada pelo sócio no. 31 Polaco com uma “tentativa”de futsuiço (mais uma vez cano) no Bela Vista. Vieram somente Phelippe, Bal, Nido, Maestrini, Polaco, Mauro, Evandro e Gica. E foi só... Então, mais uma vez continuo dizendo - Tragam amigos para o CLUBINHO - . Em seguida, nos reunimos na churrasqueira “exagonal” (frio pacaralho) com uma “xarasco” (de novo) apareceram ainda Simão (surpresa) Bola e Gordo. Detalhe – a secretária do Polaco, inadvertidamente ligou “a cobrar” para o nosso amigo Bal, de Brusque, alegando que não conseguia “linha”(?) é mole !!!! Neste momento, as 21,10 acabou a luz com um estrondo num possível transformador ... mas voltou em seguida.

Reunião de 23 de julho de 1991.
Realizada pelo sócio no.01 Pfau com vôlei no Sto Antonio onde jogaram Polaco, Bal, Maestrini, Chico, Evandro, Mano, Quico, Trin.. (O Pfau estava de esmalte novo nas unhas e não jogou...) O rango foi nos altos do morro do aipim (pra quem gosta e é chegado numa paçoca) no tal de Frohsinn . Detalhe o cozinheiro “comeu o relógio, porque atrasou pra caramba.... apareceram ainda Janga, Bola, Phelippe, Gordo, Mauro, Boca de Sabão – Maurício (convidado especial) e Nido. Nota :- O Pfau botou um incêndio na lareira que deixou a “tchurma”sapecada... (mas de raiva). E foi só comer...comer...

Reunião de 30 de julho de 1991.
Organizada pelo sócio no. 03 Janga com vôlei no Sto Antonio, jogaram Janga, Quico, Mauro, Gosdo, Evandro, Bal, Mano, Maestrini. Apareceram ainda Nido, Simão, mas não jogaram. O rango foi no Steak House. Convidado do Quico - Jorge Marzall.

Atas de junho de 1991

Reunião de 18 de junho de 1991.
Organizada pelo sócio no. 25 Phelippe com futsal no Sto Antônio onde jogaram BRANCOS (6) Chico, Quico, Trin, Phelippe, Janga - VERDES (4) Mauro, Evandro, Nido, Bal, Mano e Gordo. Jantar na já tradicional ambiente familiar do Steak House com mais as presenças dos sócios Bola e Polaco. E foi só.
OS. “Rolou”na mesa uma foto de um dos nossos amigos sócio fundador, de quem temos “considerável consideração”publicada no Jornal do Santa Catarina, em que ele se “envolveu” com trafico.... (mas que trafico, não sabemos ainda...) é mais provável que seje trafico de “apólices de seguros”.

Reunião de 25 de junho de 1001.
Realizada pelo sócio no. 26 Maestrini com Futsal no Sto. Antônio jogaram BRANCOS (5) Chico, Mano, Gica, Quico, Álvaro (irmão do Bal) VERDES (4) Mauro, Gordo, Janga, Maestrini, Bal. O rango foi no exagerado do Ataliba porque o próprio organizador é um exagerado e comilão, boca de rancho. Participaram ainda Nido, Phelippe e Pfau.

Atas de maio de 1991

Reunião 07 de maio de 1991.
Realizada pelo sócio no. 15 Quico, em virtude do “cano” dado pela vez do Coelho. Futsal no Sto Antônio digo Vôlei onde jogaram (3) Gica, Janga, Nido, Evandro (0) Trin, Chico, Quico, Cabeça. Jantar na Napolitana com mais as presenças de Pfau, Mauro, Bal, Mano.

Jantar Festivo “Dia das Mães”- 10/05/1991.
Programado pelos sócios Bola e Pfau, na churrasqueira interna do Tabajara (Zaufstube) com um rango excelente, preparado pelos maitres Jorge/Fritz/Inácio – Qualidade indiscutível, com comida e bebida... free... Compareceram Pfau-Miriam, Gica- Miriam, Bal-Silvinha, Mano-Yara, Nido-Magda, Bola-Nádia, Lelo- Jussara, Quico- Eliana, Mauro- Rose, Evandro- Milene, Chico-Marta, Cabeça-Marisa, Polaco-Sandra. Destaque para os músicos que o secretário “arrumou”, um show “impar” (Maurício e sua tchurma). Foi doado ao Maurício Cr$ 30.000,00 para tratamento saúde de sua mãe.

Reunião de 14 de maio de 1991.
Realizado pelo sócio no. 15 Quico, com futsal no Sto Antônio, onde jogaram BRANCOS (7) Chico, Trin, Quico, Evandro e Phelippe. VERDES (6) Denis (filho do Janga) Nido (que setava horrível no jogo) Janga, Gica, Gordo/Cabeça. O rango foi no Gruta Azul onde apareceram ainda Mano, Bal, Maestrini, Simão, Bola e mauro. OBS:- A carne estava com gosto de peixe - a tal “cagada”do cozinheiro que pensou que era peixe e acabou pegando no bofe (pena que o Evandro não veio ao jantar – de novo).

Reunião de 21 de maio de 1991.
Nas faltas constantes do Adilson “Malvinas”assumiu o Mauro no. 20 que programou um gostoso fut sal no Tabajara com o time do Duduca (do Taba). CLUBINHO (4) Evandro (até que jogou direitinho) Janga ( que jogou com chuteiras sem travas) Gica (falador) Quico, Nido, Trin, Simão (fominha) Phelippe (depois Adilson que fez dois gols com um passe de açúcar do Nido). Tabajara (5) Mauro ( o nosso acidentado”) e a tchurma do Taba. (também o Duduca) amigo do Simão. Após jantar no Steak House, onde ainda vieram Bola, Gordo, Mano, Bal, Lelo, Convidado do Quico – Jorge Marzall. O Pfau justificou sua falta (foi fazer um curso de "Introdução da carne”) Detalhe – apareceu rápidamente, cumprimentou a todos... e tomou doril....

Reunião de 28 de maio de 1991.
Realizada pelo sócio no. 19 Adilson de quem já estávamos com saudades....mas ...ele veio.... O Secretário conseguiu de novo, uma quadra no Sto Antônio onde jogaram; Futsal – BRANCOS (20) Polaco, Mauro, Chico, Mano, VERDES (8) Adilson, Gica, Maestrini, Evandro., DEPÓCHX jantar no TIFANIS (tiefensee) onde ainda compareceram Pfau, Lelo, Bal, Cabeça, Phelippe, Simão, Nido.

Atas de abril de 1991

Reunião de 02 de abril de 1991.
Organizada pelo Simão, sócio no. 07 (o secretário reservou a quadra de novo...) com futsal no Sto Antônio e jogaram Goleiros- Janguinha (Denis) ( com brinquinho) e Marco Aurélio (filho do Quico), Bal, Trin, Mano, Phelippe, Janga (o pai) Quico, Simão e Gica. Após, jantar no Ipiranga com a participação também de Polaco, Cabeça, Mauro, Lelo, Bola e Nido.

Reunião de 09 de abril de 1991.
Inicialmente programada pelo sócio no. 09 Bal, porque a data concidiu com o aniversário do Zé Pfau. Jogamos futsal no Sto Antônio BRANCOS (2) Chico, Nido, Mano, Phelippe (depois Sérgio) Trin. VERDES (4) Mauro, Gica, Janga, Bal, Evandro (depois Marcel – filho do Wilsinho). O rango foi oferecido pelo aniversariante no Viena Park Hotel, que por sinal estava excelente, com os “liquidos” e “compostos” uma verdadeira “bába” de bom. Não precisa dizer mais nada.

Reunião de 16 de abril de 1991.
Organizada, preparada e realizada pelo sócio no. 10 Nido com futsal no Sto Antônio (pra variar) jogaram BRANCOS (7) Gica, Mano, Evandro, Phelippe, Quico, Trin. VERDES(7) Chico, Nido (estava horrorivel) Janga, Maestrini, Sergio Polaco. E depois, como novidade de um longo regresso... jantar advinham aonde ? no Gruta Azul (eu voltei) Compareceram ainda Simão, Bola, Denis (Recém operado da coluna (por causa do pau grande) e o tradicional Lelo (mein Führer...).

Ata da reunião de 23 de abril de 1991. (Extraordinária)

Aos vinte três dias do mês de abril de 1991, as 18 horas reuniram-se os sócios diretores do CLUBINHO na Churrasqueira da casa do Gica para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia (ou da noite).
1- Programação p/o Dia das Mães
Nota: Compareceram Pfau, Bal, Cabeça, Bola, Chico, Evandro, Nido e Gica.
Programa: Sexta feira dia 10/05 jantar festivo com as “mamas” - Bola cuidará do jantar + local + música (co-auxiliado pelo Pfau) Sábado : o nosso presidente Bal, se encarregará de fazer uma pesquisa para ver o “hibope”... Aguardaremos a resposta...
2- Quanto aos sócios que faltam muito e com um certa freqüência... aqueles, será encaminhada uma carta, informando que por um período de 60 dias, ele terá que freqüentar as reuniões de terças feiras, por no mínimo 60% de freqüência, ou se, por caso de força maior, que se justifique. Após este período será feita uma nova avaliação; se for o caso o sócio continuar com faltas, será automáticamente convidado a se excluir do CLUBINHO. OBS: Caso a parte – O Bal “pesaroso” com a “batida” do Mauro).

Reunião de 23 de abril de 1991.
Organizada pelo sócio no. 11 Bola com futebol de salão na AABB que por sinal já fazia tempo não jogávamos lá; jogaram; BRANCOS (8) Chico, Trin, Quico, Polaco, Bal VERDES (8) Bola, Nido, Gica, Gordo/Cabeça, Evandro. Depois rango no Steak House. Compareceram ainda Mauro (já recuperado) Janga e Mano. OBS: O Evandro não veio jantar DENOVO...

Reunião de 30 de abril de 1001.
Programada pelo sócio no. 12 – Lelo com uma tentativa de futsal no SESI, só que com um porém, das 18 as 19horas... entônce.. não deu quorum nenhum, porque a essa hora ainda estamos no “malho”. O rango no Steak House. Com + pareceram Lelo, Maestrini, Polaco, Chico, Gica, Mauro, Gordo/Cabeça, Bola, Pfau, Mano, Quico, Simão. (OBS: Evandro não veio de novo = nem p/jogo).

Atas de março de 1991

Reunião de 05 de março de 1991.
Programada e realizada pelo sócio no.01 Pfau com futsal no Colégio Sto Antônio jogaram VERDES (5) Mauro, Nido (gol de calcanhar – do Fantástico), Janga, Wilsinho e Mauro. BRANCOS (4) Chico, Quico, Evandro, Juliano (filho do Wilson) Gica e Bal. Após, jantar no Frohsinn, onde ainda compareceram Simão, Polaco, Cabeça, Lelo, Trin, Bola e Pfau.


Reunião de 12 de março de 1991.
Realizada pelo sócio no. 03 Janga com tentativa de jogar futsal, mas em virtude da falta de “Ibope” somente uma “recreação” com a participação de alguns filhos de sócios; Rafael (Trin) Marco (Quico) Letícia (?) (Quico) Denis (Janga) Ire/Mayana(Phelippe) e dois goleiros desconhecidos, mais Phelippe, Evandro, Mauro, Quico, Janga, Trin, e Gica (não jogou). Jantar no Steak House onde ainda compareceram Nido, Polaco, Lelo, Cabeça, Bola e Pfau.

Reunião de 19 de março de 1991.
Realizada pelo sócio no.04 Gica, com futsuiço no Tabajara com o qual jogaram CLUBINHO (1) x TABAJARA (4) Pelo CLUBINHO Mauro, Janga, Evandro, Gica, Quico, Phelippe, Pfau, Simão, Bal, Maestrini, Cabeção. Banco - Chico e Polaco. Após o rango na residência do dono da Residência Imóveis na “Xurrasqueira” (com xurrasco) muito “confortável”. Somente uma falha... faltou Gelo na geladeira para gelá-las ... (as Brahmas) De resto... foi só comida e bebida. OBS. Ainda vieram o Lelo.


Reunião de 26 de março de 1991
Realizada (mas organizada pelo secretário) pelo Mano no. 09 com futsuiço no Tabajara onde em virtude dos jogos também dos associados do Taba, jogamos somente trinta minutos, com time do CLUBINHO assim formado; (0) Mauro, Gica, Trin, Phelippe, Quico, Janga, Adilson (depois Nido) Evandro, Chico, Tabajara (1). o gol foi por culpa do Evandro... O rango foi no Steak House, onde ainda compareceram o Maestrini, Polaco, Mauro, Bola e Pfau.

Atas de fevereiro de 1991

Reunião de 05 de fevereiro de 1991
Realizada e organizada pelo sócio no. 27 Trindade, com futsal no Santo Antonio onde jogaram, Chico, Gica, Janga, Bal, Nido, Quico, Evandro, Maestrini, Trin, Epa (irmão do Trin), Afonso (convidado) e Sergio (irmão do Maestro) Jantar no Moinho do Moinho onde ainda compareceram Simão, Adilson, Bola e Sérgio Polaco + Mauro.

Reunião de 12 de fevereiro de 1991 (Carnaval)
Realizada pelo sócio no. 26 Maestrini na sua residência de praia Canto Grande onde compareceram e participaram do “grito” de carnaval, diferente por sinal, os seguintes associados, Pfau, Gica, Bal, Nido, Quico, Evandro, o anfitrião, Eduardo (Cabeça) e Sérgio Polaco. Programação – passeio de lancha (do Polaco) petiscos de peixe frito, mergulho à “Bacia” de Canto Grande, Goles de cerveja (varias...) Banho de mar na Trovoada e para relaxar... a deliciosa moqueca preparada pelo “meitre” Bal que veio de Kombi, trazendo todos os ingredientes numa maleta de madeira (do sogro) – “porreta” por sinal, uma panela de barro (de Vitória ES.) especial para isso... Realmente foi um programa diferente, pena somente que tenha dado pouco “Ibope”No mais , até a próxima atração.
OBS Escrevi esta ata”quando já estava “são”....

Reunião de 19 de fevereiro de 1991.
Organizada pelo sócio no. 30 – “Cabeção”/Eduardo com futsal no Sto Antonio onde jogaram Mauro, Nido, Bal, Pfau, Juliano (filho do Wilsinho) Phelippe, para o time BRANCOS (7) e Gica (no gol) Quico, Evandro, Trin, Wilsinho VERDES (6) Depois o rango foi no Steak House onde ainda compareceram Polaco, Simão, Adilson e Bola.

Reunião de 26 de fevereiro de 1991.
Organizada pelo sócio no. 31 Polaco – com futsuíço no Bela Vista (excepcionalmente) e por sinal, muito gostoso, onde jogaram VERDES (3) Chico, Nido, Quico, Bal, Simão, Evandro, Juliano (filho do Wilsinho) Epa (irmão do Trin) BRANCOS (1) Mauro, Janga, Wilsinho, Maestrini, Marcel (filho do Wilsinho) Gica, Trin, Cabeção, Sérgio, Mauro. Após rango, produzido pelo meitre Sr. Antonio (coisa do Sérgio Polcado) que veio de Brusque auxiliado pelo “meitrinho”Jorge, também de Brusque, com um K. RRETEIRO e uma canja/risoto de H. linha. Apareceu ainda o Coelho e como convidadas especiais (que seja somente essa vez) as “moleres”de alguns sócios; Magda, Nádia, Marisa, Marise (do Gordo) Rose, Marta, Sandra e Miriam.

Atas de Janeiro de 1991

Reunião de 09 de janeiro de 1991
(a primeira de 91)
Programada e realizada pelo sócio no. 20 Mauro com vôlei esperto no SESI, onde jogaram Mauro Gica, Janga, Pfau, Cabeça, Quico, Bal, Maestrini, Nido, Mano, Trin, Evandro. Jantar no Steak House onde anda vieram o Simão, Phelippe e Coelho.

Reunião de 15 de janeiro de 1991
Organizada pelo sócio no. 22 Evandro com "vôlei ecológico” na prainha do Moinho, onde jogaram; Janga, Gica, Nido, Evandro, Chico, Mauro, Quico. O jantar foi realizado na residência do sócio, onde antes de iniciarmos os trabalhos de “rango” assistimos o Jornal Nacional com matérias a respeito da possível Guerra no Golfo Pérsico.,..(?) Assim já disse Nostradamus.... Amém
PS. Compareceram ainda no jantar Trindade, Simão, Cabeça, Adilson. (O Bal só assistiu ao vôlei e tomou “doril”)

Reunião de 22 de janeiro de 1991
Realizada pelo sócio no. 24 (Chico) com vôlei no SESI, onde jogaram Wilsinho, Juliano (filho do Wilsinho), Pfau, Janga, Gica, Mano, Bal, Bola, Mauro, Evandro, Chico, Phelippe, Trindade, Quico. O rango, algo de “esnobação”onde ainda compareceram o Cabeça e o Polaco e o “anão” do Simão, Coelho, Lelo e Adilson.

Reunião de 29 de janeiro de 1991
Realizada pelo Phelippe no. 25 com vôlei no SESI, onde jogaram, Pfau, Janga, Gica, Quico, Wilsinho, Mauro, Evandro, Chico, Phelippe, Maestrini, Trindade. O rango foi no Frohsinn, onde também participaram o Cabeça e o Polaco.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Ata de 11 de Novembro de 2008

Legenda da ilustração
A lanterna ereta
Temperos picantes virou lambança
Três da espácie "data venia"
Papai Noel oh oh oh
Quico no Google



Ata de Reunião do dia 11 de novembro de 2008 realizada em Brusque na Cervejaria Zehn Bier organizada pelo José “Mano” Walendowski. De convidado o Pedro amigo do Lelo e sendo em Brusque "choveu" presença. No cardápio petiscos e mais petiscos. É que no fazer o pedido oficial pelo cardápio jantamos petiscos, mas estava ótimo, muito bom o strogonof de filé e o frango à passarinho. É que o Mano - é fã do Gugu na dança do passarinho. O garçon era o gigante. Até na necessidade de acertos. No local centena e milhares de moças e tico-ticos. Gente bonita. Comentado o Mustangão zero bala – modelo 2008, um brinquedinho de 200 paus, vermelho ferrari e estacionado na porta da Cervejaria. Aliás Zehn, muito bacana e onde funcionava a Conservas Kormann. O Pfau trouxe a promoção do Papai Noel. Oh Oh Oh ! Decidimos que seremos o Papai Noel e inicialmente cada um liberará o valor de R$ 20,00 para fazer compras. A idéia é criar um espécie de kit presente para meninos e meninas. O Bola pediu nota fiscal em dobro para lançar na contabilidade. Relembrou o tempo de fazer “cachorro”. O bazar “da lanterna ereta” do Sto. Antonio - de mercadorias “de bazar” apreendidas pela Receita - tinha lanternas recheadas com remédios. “Pramil” - genério do Viagra. Forte e para funcionar deveria se chamar “praum” . É daquele do Paraguai que no nosso “test drive” comprovamos que tem validade de meia hora. Testemunhal do casal do "passa ferro". Que avalia que a “nossa” estratégia agora é a “rabeta”. É meia horinha de tijolo e o resto de barro. Muito mole. O Pfau contou do cidadão que em outro leilão sério destes comprou uma TV que não funcionava. Mandou abrir tinha quatro ou cinco note books dentro. “Kinder ovo”. Bafômetro a vergonha nacional. Agora não tem mais “fú” pra bêbado. No retorno da ultima terça “us mano” de Balneário foram barrados em Gaspar. Só “dicumentus”. Seu Bolinha foi no Salão de Automóveis. Viu de longe o Lótus de cinco milhão. E que a Ferrari quando ligava o motor corria todo mundo. E os estradeiros avaliaram as rodovias nacionais. Os ônibus da Cometa – do seu Havelange - de assento de couro vermelho e outras histórias. O atrapalhado rapaz, fica na garoa a semana toda, deu o sapato da mami pra moça e fotografou. O celular foi seqüestrado e os temperos picantes virou lambança. E de mudanças está o Quico. O Lelo diz vai colocar o Quico no GOOGLE para ver se localiza. Esta ata é liberada para leitura de todos. Soubemos na mesa que o Zé Coelho acompanha nosso trabalhos. Temos a certeza de que todos querem tê-lo de novo no CLUBINHO. Volta Zé. Falaram que o Luiz Bernardes continua atrapalhado do coração. Que era o e-mail da receita de salada da Ana Maria Braga ? Abobrinha desse lado, nunca imaginei, diz o Bola. Completando com cenouras. Na casa da Namy, a “Seven haus” - três - da espécie “data venia” - caíram na piscina. Passaram a noite toda com as moças “choprando” para a roupa secar. Choprando, choprando, choprando e foram para casa depois da roupa sequinha. E nessas tinha um, hoje magro, que inflacionava as moças na noite. A maravilhosa vida entre carimbos dos cartórios - já na época do império - iria mudar. Não mudou. OB vencido não vale, mas na OAB só com 70 anos aposenta. Se falou de lã, da Cláudia Ohna e da Verinha. Muita. Demorou muito para nos despedirmos de centenas e milhares de mulheres no ambiente e só depois fomos embora. Beijinhos e muitos príncipes tiveram a oportunidade de virarem sapos. Ou ao contrário. Chovendo barbaridade, nestes dias, semanas e principalmente finais de semana. Fomos Zehn bora. (ask)

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

É Hoje

Prezados
Hoje iniciamos o ano
em que comemoramos os 30 anos
do sério compromisso
de sermos amigos.
Tudo começou numa tarde em que Bao e Simão estavam tomando um cafezinho juntos e tiveram a idéia de reunir os amigos para um papo e uma partida de bocha. E por não se encontrarem todas as semanas, num dia pré determinado, para uma reunião e prática esportiva? Partindo logo para a ação, fizeram uma relação de treze amigos que poderiam topar a brincadeira. No mesmo dia , telefonaram a cada um deles para saber de sua opinião. Daí para a primeira reunião foi um pulo. Era o mês de novembro de 1979 e, às 19,30 horas do dia 06, todos os convidados foram chegando para aquela que seria a primeira reunião do que mais tarde se chamaria espontânea e carinhosamente de CLUBINHO. Daí em diante a coisa não mais parou. Entusiasmados com o CLUBINHO, todos passaram a se reunir todas as terças feiras à noite. Muitos esportes foram praticados; muitos se revelaram nesses esportes, quer seja num aspecto sério, ou mesmo pela gozação por jogarem-nos pessimamente. E nessas reuniões cheias de gozações e de brincadeiras, aumentaram ainda mais velhas amizades ou mesmo criaram-se novas amizades entre alguns que apenas conheciam superficialmente. Alguma coisa de sério também foi realizada! Aos poucos foi-se criando um fundo de caixa que está sendo alimentado para. Num futuro próximo, poder adquirir uma propriedade em nome do CLUBINHO, sonho carinhosamente acalentado por todos os seus membros. Reuniões sociais, com as esposas, noivas e namoradas, foram planejadas; todos querendo aproximar suas famílias às dos amigos semanais. Infelizmente, alguns sócios não puderam, por motivos particulares continuar integrando o quadro do CLUBINHO. Mas, as saídas foram agradavelmente compensadas com a entrada posterior de novos sócios, os quais, sem exceção, apesar de se integrarem mais tarde à sociedade, fizeram-no de maneira a contentar a todos pelas suas qualidades como pessoas e pela grande amizade que conseguiram conquistar. Assim, um ano se passou rapidamente e hoje, quando estamos comemorando o nosso primeiro aniversário, só nos resta agradecer aqueles dois que, em tão boa hora, tiveram a inspirada idéia de criar o CLUBINHO. Não poderíamos deixar escapar a oportunidade de agradecer também as esposas, noivas e namoradas de todos, que tiveram tanta compreensão e paciência para ficarem sozinhas as terças-feiras à noite. PARABÉNS A TODOS. (Fonte - da ata original do 1º aniversário arquivada e inserida neste BLOG)

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Ata de 04 de novembro de 2008

Legenda da ilustração
A dobradiça "êniana"
A surpresa do lacinho da ferro
Matando galo viadinho
A mãe da mulher do João
Os vizinhos no muro - endereço ?
Foi a Punta por cima.
Histórias do tio Adolfo

Ata da reunião do CLUBINHO do dia 04 de novembro de 2008 na casa do José Geraldo Pfau na Escola Agrícola, presentes como convidados o Pedro pelo Lelo, o Luiz Bernardino, Rogério Tribess e o Vicente Pfau. No cardápio coxinha da asa de galinha no aperitivo com ovos de cordorna e filés de miolo da alcatra. Maiona da vó. Na sobremesa salada de frutas com sorvete. Se falou muito de grandes viagens, grandes trajetos. Há quem saiu de Blumenau de manhazinha e as oito da noite tava em Punta de Leste. Foi por cima, mas de carro. Pro norte então é barbada. E de quem morou em outras cidades como o Mauro com histórias na praia no Espírito Santo Amém. Infância atribulada, com briga de meia, cheia de areia e até rápidas passadas pelo colégio dos padres. Padres? Opa. No exame político o “Barraco da Brahma” está em votação nos isteites. Poderá vir a ser o “number one”. O Adilson diz que para eles, ele ta muito exibido. Eles quem, de verde ou de preto? E que existe um convênio com a KKK. Da Servmed ? Não. Ele justificou o voto – votou no Collor. E que o Maluf, rico pacas, mas que no Eucatex deu cupim. O Eduardo cabeça ta estressado, com dois socos acumulados. Na economia diz que há quem afirme que o Uni tava de banco quebrado. Já outros analistas dizem que foi uma fusão e não uma fudição. Na internacional, sei lá. Banco é que nem jogo do bicho – já afirmava o executivo do Banco Bonanoni. Completando que sempre um acaba ficando com o mico. O Claudio chegou entrando em campo e jogando a bola e acabamos no Rio Grande novamente. E tem gente que explica de um amigo gaúcho e gremista. Existe isso? Na sina do passar o ferro. Foi de novo. Agora com lançamento de laçinho. Puxou ... ta na chon. E dando risada, diz que não pode mono, bi nem trifásico. E olha que - foi um dose inteira. Perigoso o comprimido ta deixando surdo. Hein ? Diz o Mauro precisa ta lustrando para fazer bonito. O Lelo trouxe para o Nei uma cartela paraguaia e a garantia “soi yo” . E andamos de calçadeira para ajudar o trabalho da Naja (cobra). E que tem um implante “êniano” de dobradiça. E que de “boca em boca” falaram que colocaram no velhão. E bonito ficou o sorriso da tia. Os vizinhos do Pfau vieram no muro perguntar “o endereço, meu filho, o endereço” . E as moças melancias da Jamaica. Diz o doto que são de uma cidade chamada “Bundza” e que fica perto de “Aquidaoanus” em plena selva da Jamaica. A piada “regional” do assaltante de touca “charrua” no açougue vocês não entendem. Porque essa touca é usada pela torcida do Brasil de Pelotas. E o aeronauta Mauro explicava que o “stuka” foi um avião de guerra alemão feito de barro, com ripas de palmito. E que acabou caindo na casa da Gina Pfau. Esse “stuka” chupa muito – água. Já nos edificius quase prontos a caixa de água explodiu. Cozinhas e mais cozinhas montadas foram indenizadas, fez a conta de cabeça o nosso engenheiro. “Nossa senhora” foi a expressão de todos. “Como o Evandro tá careca - antes de ir para a Europa tinha 17 cabelos, hoje só tem 13 fios”. Usa toquinha de francês. O Mauro contou que ele estaciona Smart de frente. E de ré vai na vaga ? Voltamos para meados dos anos 40. Alemanha, bunker, muro e as histórias do tio Adolfo. O zóio do Lelo brilhava. O Mauro abriu um buraco e fez um bunker em Curitiba. E de muro em muro andaram até na China. Voltaram pro Brasil já era 1964. O status do Gabeira como potencial das urnas. Igual ao “barraco da Brahma”. E o “João Makey”. A mulher dele. A mãe da mulher que empolgou o Nei. Lembrou a mulher do ferro. Engomar com a araruta. Duro que nem aço. E que ao volante da camionete solta a mão deixando o rapaz no volante. Perdida no volante foi a direção da morena de vermelho do Luiz Amilton. Sempre com um ou mais alemães atrapalhando. O Lelo diz que gato é missi. O Mauro criava vinte mil galinhas para a Frigor tirar o leite. Morreu tudo. O árabe que não divide o frango com a família – come sozinho – reza pela morte do bicho. E que só morre galinha. Galo é separado. Só morre quando é galo viadinho. Então encerrou no fim e se fomos todos.